Notícia

Portal Exame

Nanotecnologia e big data podem revolucionar medicina

Publicado em 01 junho 2016

Por José Tadeu Arantes, da Agência FAPESP
Com sensores portáteis, aptos a monitorar funções vitais e identificar moléculas marcadoras de doenças, e supercomputadores, capazes de processar quantidades assombrosas de dados e interpretar textos complexos, um sistema computacional global de apoio ao diagnóstico médico poderá se tornar realidade em uma década ou duas. A projeção foi feita em artigo de revisão publicado por quatro pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP): “On the convergence of nanotechnology and Big Data analysis for computer-aided diagnosis”. O [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.