Notícia

Diário do Comércio (MG)

Nanotecnologia é a nova aposta da UFRF

Publicado em 18 dezembro 2006

Os professores do Departamento de Física da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), na Zona da Mata, Socrates de Oliveira Dantas e Pablo Zimmerman Coura, estão integrando um grupo de pesquisa que desenvolve estudos para a produção da menor liga metálica do mundo. No inicio do mês, os estudos dos dois pesquisadores da UFJF foram divulgados pela revista norte-americana "Nature Nanotechnology" - uma das principais publicações cientificas do meio acadêmico internacional que, pela primeira vez, abriu espaço para uma pesquisa estritamente brasileira.
Os estudos da UFJF são feitos em conjunto com os professores da Universidade de Campinas (Unicamp), Douglas Soares Galvão e Daniel Ugarte. Em Campinas esta instalado o Laboratório Nacional de Luz Síncotron (LNLS), onde são feitas as pesquisas experimentais associadas a nanofios metálicos. "A Unicamp tinha a necessidade de encontrar alguém para criar modelos teóricos e simular os experimentos realizados nos laboratórios do LNLS e foi ai que se iniciou a parceria com a UFJF", afirma o professor Socrates de Oliveira Dantas.
Processo - A liga metálica consiste em misturar duas espécies químicas, no caso ouro e prata, para observar o que acontece com o comportamento mecânico deste sistema em escala nanometritcas todo esse processo foi simulado em por meio de um sistema informatizado, pelos dois físicos da UFJF. "A importância da pesquisa é que a liga metálica poderá ser utilizada em interconexões de escala minúscula permitindo o acumulo e o processamento de um maior numero de informações", disse Dantas.
Além do LNLS, o estudo conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), Fundação de Amparo a pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação. A União estima investir R$ 72 milhões em pesquisas no ramo de nanotecnologia nos próximos quatro anos. O estudo realizado na UFJF ainda não tem prazo para ser concluído "Mas os nanofios podem, por exemplo,ser utilizados na spintrôntca, um tipo de eletrônica que usa uma propriedade quântica dos elétrons diferente da carga; como ocorre em aparelhos eletrônicos", ressalta o professor do Departamento de Física da Universidade, Sócrates de Oliveira Dantas. Minas possui pioneirismo nos estudos da nanotecnologia. Não por menos está sendo desenvolvida em Juiz de Fora a menor liga metálica do planeta", completou.