Notícia

Bragança Jornal Diário online

Nagoya, Bragança Paulista e o Coletivo Socioambiental

Publicado em 28 dezembro 2010

Em outubro passado, na cidade japonesa de Nagoia, foi realizada a 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica, na qual se chegou, com a participação decisiva de negociadores brasileiros, a um acordo inédito e promissor para a proteção da diversidade das espécies e dos recursos genéticos do planeta.

O Protocolo de Nagoia estabelece que cada nação é soberana sobre sua biodiversidade e que o acesso aos recursos genéticos desta e, consequentemente, o desenvolvimento de produtos, deve não só ter o consentimento da nação de origem, mas repartir de forma justa e equitativa os lucros gerados.

Também estabelece um plano estratégico para redução nas perdas da biodiversidade, devendo os países, até 2020, aumentarem as áreas terrestres e marinhas a serem conservadas, bem como um compromisso dos países desenvolvidos em financiar ações de preservação da biodiversidade. A meta estabelecida foi preservar 17% da área terrestre e 10% da área marinha.

Após o sucesso das negociações em Nagoia, ganhou destaque a conferência internacional Getting Post 2010 - Biodiversity Targets Right, ocorrida aqui em Bragança Paulista de 11 a 15 de dezembro, realizada pelo Programa Biota-Fapesp, pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) e pela SBPC, visando marcar o encerramento do Ano Internacional da Biodiversidade.

As primeiras avaliações começaram a ser feitas durante este evento, com a presença de alguns dos principais responsáveis pelo Protocolo de Nagoya, sendo que o secretário-executivo da Convenção da Biodiversidade, Ahmed Djoghlaf, destacou o papel do Brasil na aprovação deste protocolo, que, segundo ele, é um dos acordos "mais importantes na história da humanidade".

Alguns integrantes do Coletivo Socioambiental de Bragança Paulista tendo acompanhado pela imprensa os debates e sucessos de Nagoya, manifestaram o desejo de participar, como ouvintes, do evento Getting Post 2010 - Biodiversity Targets Right. Para tanto, foi enviada correspondência ao coordenador do evento e também coordenador do programa BIOTA-Fapesp, Prof. Dr. Carlos Alfredo Joly, o qual respondeu que não haveria qualquer problema em integrantes do nosso Coletivo comparecerem às palestras.

Queremos, através deste artigo, parabenizar todos aqueles que participaram da conferência e agradecer a abertura para nossa participação no Getting Post 2010 - Biodiversity Targets Right.