Notícia

Diário do Nordeste

Nacional Pesquisa brasileira será capa da "Nature"

Publicado em 12 julho 2000

Brasília - Uma pesquisa brasileira reunindo cientistas locais e estrangeiros e que resultou rio seqüenciamento completo da bactéria Xylella Fastidiosa, responsável pela propagação de pragas que atacam lavouras de laranja, café, uva, cana-de-açúcar, ameixa, pêssego, amêndoas entre outras plantações, será capa de uma das mais prestigiadas revistas científicas do mundo, a inglesa "Nature", que começa circular amanhã. O genoma da Xylella Fastidiosa que foi seqüenciado é o que provoca o amarelinho, uma praga que ataca os laranjais do País e que dará origem a novas pesquisas que visam identificar o comportamento desta bactéria em lavouras brasileiras de cana-de-açúcar e até vinhedos da Califórnia (EUA). O biólogo inglês Andrew Simpson, coordenador do projeto desenvolvido pelo Instituto Ludwig, da Suíça, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e universidades, faculdades públicas e privadas do País, além de diversos centros de pesquisa, não escondia, ontem, o seu contentamento rios corredores da 52ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência com o reconhecimento mundial do trabalho.