Notícia

UOL

Museu do MIT exibe biodiversidade brasileira

Publicado em 26 outubro 2012

Por Carlos Eduardo Lins da Silva, da Agência FAPESP

O Museu do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, inaugurou esta semana a exposição Brazilian Nature Mystery and Destiny durante a cerimônia de encerramento do segundo simpósio da Fapesp Week 2012.

Resultado de uma parceria entre a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e o Museu Botânico de Berlim, a mostra traz o trabalho de documentação feito pelo alemão Carl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868), reunido na obra Flora brasiliensis, e uma comparação com fotografias atuais de plantas e biomas.

Ela exibe, ainda, resultados de pesquisas realizadas no âmbito do projeto "Flora fanerogâmica do Estado de São Paulo" e do programa Biota-Fapesp. A exposição tem sido mostrada em diversas cidades da Alemanha, dos Estados Unidos e do Canadá.

Participaram da cerimônia de encerramento da Fapesp Week 2012 e da abertura da exposição em Cambridge, entre outros, Carlos Américo Pacheco, reitor do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fapesp, e o embaixador Fernando de Mello Barreto Filho, cônsul-geral do Brasil em Boston.

Na ocasião, Pacheco e John Hansman, diretor do MIT International Center for Air Transportation, falaram a respeito do acordo recentemente firmado entre as duas instituições. O instituto norte-americano participará de pesquisas na cidade de São José dos Campos, em São Paulo, em parceria com o ITA, já a partir de 2013. O acordo firmado entre o ITA e o MIT também envolve o intercâmbio acadêmico de estudantes, professores visitantes e a definição de linhas de pesquisa conjuntas.

Brito Cruz falou sobre as oportunidades de intercâmbio entre a Fundação paulista e as dezenas de instituições de ensino e pesquisa que atuam na área de Boston, com ênfase no programa Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes e no Auxílio à Pesquisa – Pesquisador Visitante.

Ben Ross Schneider, professor do Departamento de Ciência Política do MIT, também falou na cerimônia especialmente sobre o MIT Brazil, um dos 17 programas binacionais que compõem o MIT International Science and Technology Initiatives (MISTI). Schneider disse que o MIT Brazil teve início em 2009 e que tem, entre seus principais objetivos, aumentar a presença de estudantes do MIT no Brasil. Para isso, o programa tem promovido mais cursos de português na área de Cambridge.

O site do MIT Brazil dá destaque ao acordo, cujos primeiros resultados de pesquisa foram apresentados durante a sessão em Cambridge da Fapesp Week 2012, e reproduz reportagem da revista The Economist sobre a Fundação, publicada em janeiro de 2011.

Da Agência Fapesp, em Cambridge

Fonte: Agência FAPESP