Notícia

Clic RBS

Museu de Berlim sedia exposição sobre a biodiversidade brasileira

Publicado em 07 junho 2008

O conhecimento sobre a biodiversidade brasileira é tema de uma exposição que ficará até o dia 14 de setembro no Museu Botânico de Berlim, capital da Alemanha. Brazilian Nature – Mystery and Destiny (Natureza Brasileira – Mistério e Destino) é organizada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) em parceria com o próprio museu alemão.

A mostra tem como principal referência a obra Flora Brasiliensis, do botânico alemão Carl Phillip von Martius (1794-1868), considerado até os dias atuais o mais completo levantamento sobre a flora nacional. São 37 painéis com base em três projetos apoiados pela Fapesp: a Flora Brasiliensis On-line e Revisitada, a Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo e o programa Biota-Fapesp.

Flora Brasiliensis On-line e Revisitada está na primeira parte da exposição. O projeto foi feito em 2006 e disponibiliza na internet toda a obra de Von Martius, com descrições e imagens de cerca de 23 mil espécies, identificadas a partir de uma grande viagem feita pelo botânico alemão pelas regiões de Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga e pela Amazônia Brasileira. O Flora Brasiliensis On-line está disponível em http://florabrasiliensis.cria.org.br.

A segunda parte está relacionada ao projeto Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo. Iniciado em 1993 com a participação de mais de 200 pesquisadores, o projeto descreveu cerca de 2 mil espécies fanerógamas – que produzem flores – na vegetação nativa paulista. Estima-se que há 7,5 mil espécies desse tipo no Estado. O levantamento já resultou em volumes com ilustrações e informações sobre plantas de todo tipo. Outros dez serão publicados nos próximos anos.

A terceira tem como referência o programa Biota-Fapesp, cujos resultados têm sido aplicados na preservação ambiental no território paulista. O programa faz o inventário e a caracterização da fauna, da flora e dos microrganismos. Desde a criação, em 1999, descreveu mais de 500 espécies e integra na internet uma rede de laboratórios na qual 1,2 mil pesquisadores trabalham em 80 projetos.

Os painéis da exposição Brazilian Nature podem ser vistos, com legendas em português, inglês e alemão, no endereço www.fapesp.br/publicacoes/braziliannature.

Agência Fapesp