Notícia

Terceira Idade

Mulheres na farra do boi

Publicado em 28 novembro 2018

O boi e as mulheres na região de Porto Belo: entrevista feita por Pedro Vieira Homem e Ângelo Dal Corso, respondida por Fabiana Kretzer

Por que as mulheres participavam da ‘farra do boi’?

Aparentemente porque gostavam

Era visto como algo positivo?

Em um primeiro momento, não

As mulheres participavam da ‘farra do boi’?

Participavam, porém de acordo com Giralda Seyferth e Bernardete não tanto como os homens, participação mais indireta e voltada para o campo, na década de 60 na região de Floripa, mas em Porto Belo tinha um pouco de preconceito, sim

Por que motivo participavam da farra do boi?

Normalmente pelos mesmos motivos que os homens: por uma questão de diversão e porque gostavam. Alem de que precisavam de um local para levar os filhos

Por quem normalmente o boi era comprado;

Normalmente os homens negociavam quando era preciso fazer negociações mais complicadas, porém as mulheres ajudavam e ainda ajudam com a costura de panos, organização das arrecadações e festividades, dentre outras coisas

Havia alguma separação de classe entre as mulheres na hora da compra?

Sim, não somente nas festividades, porém na hora de comprar o boi.

Por que as mulheres só participavam da farra do boi sob certas circunstancias??

Devido ao relativo menor prestígio social que elas tinham (normalmente entendido como ter que levar os filhos) mas muito mais que isso. Tambem¹ por não serem tão comumente quem lidava diretamente com o dinheiro, com as relações mais difíceis, etc

Havia relação de gênero quanto a isso?

Sim, como exposto acima, os homens eram normalmente os mais “beberrões” porque não tinham que cuidar da criança, não tinham

As mulheres eram “toleradas”?

Em parte e somente em algumas ocasiões. Normalmente eram toleradas em farras do boi mais da elite, os chamados rodeios. Porém em algumas farras mais ao ar livre, sempre rolava um “Vamo correr mais rápido, senhorita!”

Por que eram somente toleradas?

Devido ao pouco prestigio que tinham. E também pela força física, pois era muito mais fácil derrubar uma mulher do que um homem, por exemplo;

Havia algum impedimento em relação a isso?

Normalmente acredito que funcionasse como um jogo de futebol misto, porque no livro de Maria Bernardete há relato que algumas das famílias não tinham preconceito mesmo, enquanto outras eram mais “orgulhosas”

Quais os principais receios das mulheres em participarem da farra do boi?

Tinham mais medo em geral por causa da sua agencia e particularidades, costumavam ter mais medo de se machucar por causa da maior responsabilidade que iam ter no dia seguinte e por conta do cuidado com os filhos

Havia algum risco para essas mulheres?

Sim, esses.

Qual era a media de filhos que levavam?

Em alguns lugares como na região de Ganchos não era muito comum, já em Florianópolis e Itajaí acredito que fosse/parece ter sido mais comum. Se o local era protegido chegavam a levar 2 a 3 filhos por familia

De que forma as mulheres ajudavam nos preparativos

Como dito anteriormente, há relatos que ajudavam fazendo longos panos para que fossem vendidos (como prática religiosa²) enquanto outros que a mulher só olhava, porém na maior parte das vezes participavam indiretamente, através das apostas e na própria compra do boi, como citado mais acima.

Havia algum motivo para essa separação tão radical?

Na verdade acredito que se tratava de uma divisão de papeis²

Havia alguma separação de classe entre as mulheres na brincadeira?

Sim, parecida com a dos homens, porém um pouco diferente. Por exemplo no caso das mulheres “como um lugar comum, assim, as mulheres, a gente falava uma do vestido da outra”4

Havia alguma separação entre os grupos de mulheres que praticavam a farra do boi e os que não praticavam?

Sim, no cotidiano de algumas cidades. Fora que sempre tinha a questão da polícia,

normalmente a correria não se dava tanto na brincadeira com o boi, mas por causa da policia. Muita gente chamava a policia, era complicado

Havia divisão por funções, dentro da brincadeira, em relação aos homens?

Sim.

As mulheres gostavam da brincadeira?

Parece que na maioria dos lugares elas gostavam, porém na maior parte dos casos elas eram repreendidas. Principalmente as que moravam longe do morro, há relatos que nos locais mais planos as pessoas também se preocupavam quando chamavam a policia5

Por algum motivo em especial?

Devido ao boi ser “bravo”

Para as mulheres a farra do boi tinha o mesmo significado social e cultural que para os homens?

Parece que sim, embora seja um tema polemico

Mais alguma coisa a acrescentar?

Referências

• O Conceito de Crítica de Arte no Romantismo Alemão, trad. pref. e notas de Márcio Seligmann-Silva , São Paulo: Iluminuras/ EDUSP, 1993.

• Leituras de Walter Benjamin, org. Márcio Seligmann-Silva, São Paulo: FAPESP, 1999.

• Origem do Drama Trágico Alemão, ed., apres. e trad. João Barrento, Lisboa: Assírio & Alvim, 2004.

• Teses Sobre o Conceito de História (1940).

• Origem do Drama Barroco Alemão, trad. e pref. Sérgio Paulo Rouanet, São Paulo: Brasiliense, 1984.

[1962] (1994), The Structural Transformation of the Public Sphere, Cambridge, Polity Press.

• (1970), “On Sistematically Distorted Communication”, in Inquiry, vol. 13, nº 3, pp. 205–218.

• (1986), Autonomy and Solidarity: Interviews with Jürgen Habermas, ed. Peter Dews, London, Verso.

• Marxismo e Filosofia da Linguagem. SP: Hucitec, 2009.

• Estética da Criação Verbal. SP: Martins Fontes, 2010.

• Problemas da poética de Dostoiévski. SP: Forense, 2010.