Notícia

Mulheres na Ciência

“Mulheres na Ciência” será o tema do programa Ciência Aberta

Publicado em 30 julho 2018

Ciência Aberta é um programa de TV da Fundação de Amparo à Pesquisa de Estado de São Paulo (FAPESP) realizado em parceria com o jornal Folha de S.Paulo, que ocorre mensalmente no auditório da FAPESP.  A estreia do programa foi em 30 de abril de 2018, com o tema “Obesidade”. Os temas dos meses seguintes foram “Mudanças climáticas” e “Doenças transmitidas por mosquitos”.

De acordo com informações da Agência FAPESP, o tema do próximo programa será “Mulheres na Ciência”.  Na pauta, serão abordados assuntos como o cenário da participação feminina na ciência brasileira, as estratégias e políticas de promoção da inclusão, da diversidade e da equidade na academia, os impactos da maternidade na carreira científica, entre outros. A mediação será da jornalista Sabine Righeti.

Participarão do programa a socióloga Alice Rangel de Paiva Abreu, professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e diretora do GenderInSITE (Gender in science, innovation, technology and engineering); a física Márcia Barbosa, professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), ganhadora do Prêmio L´Oreal e Unesco de Mulheres nas Ciências – Físicas e do Prêmio Claudia em ciência, ambos em 2013; e a química Vanderlan Bolzani, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e ganhadora do prêmio Distinguished Women in Science Chemistry and Chemical Engineering, American Chemical Society (USA) e International Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC).

O programa será exibido ao vivo no dia 1º de agosto, a partir das 15h (horário de Brasília) pelo site do Ciência Aberta (www.fapesp.br/ciencia-aberta), pelo site da FAPESP (www.fapesp.br), pela página da Agência FAPESP no Facebook (www.facebook.com/agfapesp) e pelo site da TV Folha (www1.folha.uol.com.br/tv). Durante o programa, perguntas do público externo serão recebidas pela página da Agência FAPESP no Facebook.