Notícia

InfoMoney

Mulheres já respondem por 42% das solicitações de apoio à pesquisa, diz Fapesp

Publicado em 21 março 2011

SÃO PAULO - O número de mulheres no universo da pesquisa tem apresentado crescimento significativo nos últimos anos. Segundo dados da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), no ano passado, 42% das 19.678 solicitações iniciais de apoio à pesquisa apresentadas à Fundação foram feitas por mulheres.

O número é 12 pontos percentuais maior do que o verificado em 1992, quando o percentual de solicitações femininas girava em torno de 30%.

Quando verificado o número de propostas aprovadas pelo número das analisadas, em 2010, o indicador foi de 61% para as mulheres e de 60% para os homens.

Áreas do conhecimento

Ainda segundo os dados da Fapesp, no que diz respeito às áreas do conhecimento, as mulheres são a maioria em Ciências Humanas e Linguística, Letras e Artes; apesar de nos dois últimos casos, de 1992 a 2010, o número de mulheres solicitantes tenha recuado, de 56% para 52%, e de 57% para 52%, respectivamente.

Por outro lado, em áreas tradicionalmente com forte presença masculina, o percentual de mulheres cresceu no período, passando de 23% para 40% em Ciências Agrárias; e de 8% para 22% nas Engenharias.

Para as áreas de Ciências da Saúde e Biológicas, também observa-se um crescimento forte na proporção de mulheres, de 34% para 54%; e de 42% para 48%, nesta ordem, no período analisado.