Notícia

Página Rural

MT: em Rondonópolis, mesa redonda abre 8º Simpósio Nutripura reunindo entidades de classe e pecuaristas

Publicado em 01 junho 2017

Com o tema "Vamos construir o futuro juntos", uma mesa redonda com representantes das principais entidades do setor pecuário abrirá o 8º Simpósio Nutripura que será realizado em Rondonópolis (MT) nos dias 2 e 3 de junho. A proposta da mesa, que terá início às 7h30, será trazer à tona os temas que atingem diretamente a cadeia produtiva e de que forma órgãos públicos e entidades de classe tem participado desse processo.

"Vimos essa necessidade de aproximação junto às entidades representativas do setor pecuário, pois muito a que ser feito para que a cadeia avance e supere desafios. É uma demanda crescente dos pecuaristas essa necessidade de organização e acompanhamento das discussões que envolvem o setor. Será uma grande oportunidade de entendermos o que vem sendo feito, as estratégias adotadas e construirmos uma pauta positiva para juntos trabalharmos", afirma o diretor e sócio proprietário da Nutripura, Luciano Resende.

Para o presidente do Sistema Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), que congrega o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Instituto de Economia Agropecuária (Imea), Normando Corral, a iniciativa vem em um bom momento para o setor que precisa cada vez mais se manter bem informado.

"O Sistema Famato apoia o Simpósio Nutripura, pois entende que é por meio de eventos como este que os produtores rurais têm a oportunidade de adquirir novos conhecimentos, trocar experiências e fazer negócios. A pecuária é uma atividade representativa em Mato Grosso. Temos 30,21 milhões de cabeças de gado. Discussões sobre o setor são sempre bem-vindas", disse o presidente do Sistema Famato, Normando Corral.

Segundo o diretor-executivo da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), o Simpósio traz ainda a possibilidade dos pecuaristas terem acesso à informações de qualidade e mostrar também como a tecnologia é um grande diferencial na cadeia.

"A produção de carne está cada vez mais eficiente com uso de tecnologias que garantem resultados satisfatórios para todos os integrantes da cadeia produtiva, do produtor ao consumidor. Por isso, a qualificação se torna requisito indispensável para quem quer mais do que sobreviver na atividade, mas busca diferenciais para se destacar no mercado e ser referência em qualidade e produtividade. Eventos como da Nutripura são essenciais para apresentar as diferentes tecnologias existentes para os mais variados modelos de produção", afirma Luciano Vacari, diretor-executivo da Acrimat.

O diretor da Esalq/USP, Luiz Gustavo Nussio, também participará da discussão. Nussio é professor Doutor do Departamento de Zootecnia da Esalq- Universidade de São Paulo e líder de grupo de pesquisa do CNPq. Autalmente também atua como assessor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Com experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Manejo e Conservação de Pastagens, Luiz Gustavo Nussi é membro do Conselho Técnico da Nutripura.

O coordenador da Estratégia PCI – Produzir, Conservar e Incluir, Fernando Sampaio, afirma que essa será uma oportunidade de mostrar as ações que vem sendo desenvolvidas pelo Governo no sentido de contribuir com o setor agropecuário.

"A PCI faz justamente a articulação entre os setores público e privado para alancar o desenvolvimento rural do Estado, inclusive da pecuária. Além disso, é uma forma de buscar investimentos de fora que possam ajudar na evolução da atividade. Vamos faalr de que forma isso pode e tem sido feito em Mato Grosso", afirma Sampaio, que tem presença confirmada na mesa redonda.

O doutor e PhD Moacyr Corsi também vai debater o futuro da cadeia produtiva durante o painel. Corsi é professor titular da Universidade de São Paulo e com experiência na área de Zootecnia, com ênfase em fisiologia de plantas forrageiras e produção animal em pastagens também é membro do Conselho Técnico da Nutripura.

O jornalista Tobias Ferraz, será o moderador da mesa. Tobias é editor-chefe e apresentador do programas Primeira Prosa e Terra Viva Sustentável (do Canal Terra Viva do Grupo Bandeirantes) que traz notícias do agronegócio e exalta as boas práticas agropecuárias no Brasil e no mundo. No currículo, Tobias Ferraz tem uma coleção de reportagens e coberturas especiais nacionais e internacionais e é um dos profissionais mais respeitados e premiados no cenário nacional.

O evento tem o apoio institucional do Sistema Famato/Senar/Imea, da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (Gtps) e do Governo do Estado.

Fonte: Simpósio Nutripura