Notícia

Brasil-Alemanha

Mostra sobre biodiversidade brasileira aberta na Alemanha

Publicado em 07 dezembro 2012

A mostra Brazilian Nature – Mystery and Destiny, uma parceria entre a FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo) e o Museu Botânico de Berlim, foi aberta ao público alemão nesta semana na Biblioteca da Universidade Católica de Eichstätt-Ingolstadt, em Eichstätt, no estado da Baviera.

Durante a abertura, o professor Richard Schenk, presidente da universidade, afirmou que a exposição representa uma oportunidade para o público alemão – particularmente o público universitário – conhecer, além de dados históricos sobre a fauna e a flora brasileiras, um pouco do que se pesquisa atualmente sobre biodiversidade no Brasil.

Para Schenk, trata-se de uma referência, pois a exposição dá uma medida do que o Brasil pode mostrar de seu ponto de vista sobre a biodiversidade do planeta.

“A exposição enfatiza a necessidade de haver equilíbrio na convivência entre os seres humanos e a natureza, incluindo todas as outras espécies animais. Fazemos parte dessa complexidade, mas precisamos saber aplicar nosso conhecimento a respeito para manter esse equilíbrio, que é muito tênue”, disse.

A exposição foi exibida pela primeira vez na Alemanha em 2008 e mostrou o trabalho de documentação feito por Carl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868) reunido na obra Flora brasiliensis e que deu origem ao projeto “Flora Brasiliensis On-line e Revisitada”. Esse projeto inclui a atualização da nomenclatura utilizada no trabalho original de Martius e a inclusão de espécies descritas depois de sua publicação, com novas informações e ilustrações recentes.

A mostra conta com o apoio do Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade Católica de Eichstätt-Ingolstadt. Thomas Fischer, responsável pelo instituto, ressaltou que o interesse pelo Brasil é crescente nos meios acadêmicos, mas também em outros setores na Alemanha, pois o País está em uma nova fase de influência no mundo.

“No caso de nosso centro de estudos, o Brasil representa praticamente a metade de nossas ações na América Latina, e essa troca nos ajuda a construir espaços transnacionais. Particularmente, a exposição deve ajudar a aproximar a Baviera de São Paulo”, disse.

Composta por 37 painéis, com reproduções de imagens e ilustrações e textos explicativos, a exposição já foi vista na Alemanha em Berlim, Bremen, Leipizig e Heidelberg e ficará em exibição em Eichstätt, até 9 de fevereiro de 2013. Na América do Norte, a exposição já circulou por Toronto (Canadá), Washington, Cambridge e Morgantown (Estados Unidos) e está programada para ser exibida também na Espanha, nas cidades de Salamanca e Madri.

Os painéis digitalizados podem ser vistos com legendas em português, inglês e alemão no endereço: www.fapesp.br/publicacoes/braziliannature.

Com informações da Agência FAPESP