Notícia

Portal dos Jornalistas

Morre o jornalista científico Maurício Tuffani, aos 63 anos

Publicado em 31 maio 2021

Morreu na manhã desta segunda-feira (31/5) Maurício Tuffani, jornalista especializado em ciência, meio ambiente e ensino superior, aos 63 anos. Até o momento, a causa da morte não foi divulgada. Ele deixa mulher e um filho.

Maurício começou a carreira na imprensa em 1978, como revisor dos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, ainda como estudante de Matemática e Filosofia na USP. À época, ele era professor de Matemática e Física no Ensino Médio.

Foi repórter, editor e colunista de Ciência na Folha de S.Paulo, editor-chefe da revista Scientific American Brasil, redator-chefe e editor-chefe da revista Galileu (Editora Globo), fundador e diretor editorial da revista Unesp Ciência, e editor executivo dos portais PNUD Brasil (do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e Nações Unidas no Brasil.

Tuffani atuou também na comunicação institucional de órgãos públicos do Estado de São Paulo, como a Secretaria da Educação, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) e o Instituto Florestal da Secretaria do Meio Ambiente. No nível federal, trabalhou na Câmara dos Deputados.

Na área acadêmica, foi professor convidado do Laboratório de Estudos Avançados de Jornalismo Científico (Labjor) na Unicamp e do Núcleo José Reis de Divulgação Científica da ECA-USP. Desde 2011 era membro do Conselho Editorial da revista Pesquisa Fapesp, editada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Em 2016 lançou o blog Direto da Ciência, e neste ano retornou à Unesp para assumir o cargo de editor-chefe do Jornal da Unesp, relançado em abril.

Em nota, a Unesp lamentou a perda do jornalista, e destacou que “Tuffani dedicou sua vida à divulgação científica, aproximando o público de nível superior interessado nos rumos do saber (inclusive humanidades e tecnologia), da gestão universitária e científica e da política ambiental. A Presidência da Fundação Editora da Unesp lamenta profundamente essa perda, especialmente neste momento em que o país enfrenta a negação do valor da ciência”.