Notícia

Agência C&T (MCTI)

Moovi elimina auto-rádio e livra usuários de furtos

Publicado em 31 março 2008

Quem tem som no carro, seja um toca-CD, MP3 ou até mesmo um toca-fitas, sabe o risco que corre de ter o aparelho roubado. Muitos, na verdade, já passaram por essa experiência. Alguns mais de uma vez. E foi por ter o som do carro roubado duas vezes, que os amigos Roberto Negreiros de Carvalho, de 28 anos, e Daniel Kunzler, de 27 anos, tiveram a idéia de criar o Moovi, um sistema de som anti-furto com tecnologia wireless.

O Moovi elimina o uso de auto-rádio. O sistema é composto por um transmissor e uma central. O transmissor é acoplado ao MP3 Player ou a qualquer outro equipamento com saída de áudio. A central é instalada em qualquer parte do carro - pode ser no console, no porta-luvas, embaixo do banco e até no porta-malas - e é a responsável pela captação, decodificação e amplificação dos dados gerados pelo transmissor. A transmissão é digital e decodificada e por isso é imune à interferências.

Os dois amigos são da mesma área. Roberto é engenheiro eletrônico e Daniel é da área de mecatrônica. Eles são formados pela Universidade de São Paulo (USP), no campus de São Carlos. Segundo Roberto, depois de terem o aparelho de som roubado duas vezes, surgiu a idéia de um sistema anti-furto.

Para conseguir o dinheiro necessário para o investimento - R$ 400 mil -, a dupla arrumou 14 sócios. O projeto foi contemplado com o Programa de Incentivo a Pequenas Empresas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e recebeu R$ 117 mil. Atualmente a empresa, Noxt, está em uma incubadora de empresas em São José dos Campos.

Neste primeiro lote foram produzidas 1 mil peças do produto. As vendas começaram no mês passado. O preço médio é de R$ 390. Segundo Roberto, para o aparelho funcionar o carro precisa apenas estar equipado com alto-falante. O aparelho pesa 600 g, com quatro saídas de 40w.

"A comunicação entre o transmissor e a central é única. Não dá para colocar em outro carro e, por isso, não tem porque roubar. O que tira do carro é o transmissor que conecta no aparelho de áudio" , disse Roberto, um dos idealizadores do projeto.

Design

O design do Moovi foi desenvolvido pelo Instituto ParqTec Design de São Carlos (IPD), gestora do Pólo de Alta Tecnologia de São Carlos, sendo que 80% do custo foi pago pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas.

Da Agência Anhangüera