Notícia

MCTIC - Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações

Ministro destaca importância de integrar ciência e produção

Publicado em 11 dezembro 2015

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, destacou nesta sexta-feira (11) a importância da integração entre a geração de conhecimento e a atividade econômica. Na entrega do 17º Prêmio Finep de Inovação, no Rio de Janeiro, o titular do MCTI reforçou o lançamento da Chamada Universal para a pesquisa científica, previsto para o dia 21 ou 22, e anunciou a criação de uma força-tarefa para combater o zika vírus.

"Mesmo com a crise econômica que atingiu fortemente as contas públicas, o País tem a sapiência de escolher o que é fundamental para continuar avançando para a estruturação de uma economia diversificada e moderna. Para que consigamos cada vez mais amenizar as crises econômicas, precisamos de setor produtivo forte e que os centros de pesquisa estejam vinculados a ele", disse.

Criada em 1998, a premiação da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTI) reconhece e divulga esforços inovadores realizados por empresas, instituições sem fins lucrativos e pessoas físicas. Um total de R$ 8 milhões foi distribuído entre os ganhadores de oito categorias.

Força-tarefa

Durante a cerimônia, Celso Pansera informou que o esforço conjunto para combater o zika vírus será integrado por MCTI, Ministério da Saúde, Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

"O objetivo é pesquisar saídas para essa questão gravíssima do Aedes aegypti. Na próxima terça-feira, teremos uma reunião com pesquisadores e institutos da área para fazer uma grande iniciativa na área da ciência, avançar nesta questão e achar uma solução definitiva", afirmou.

O ministro falou ainda sobre a crise política. Ele lembrou que um grupo de reitores entregou um manifesto em defesa do mandato da presidenta Dilma Rousseff. "Estamos nessa luta, e pedimos que os pesquisadores sigam conosco. Precisamos avançar no funcionamento da economia e na estabilização do setor político deste país", disse.

"Estamos em Brasília fazendo o máximo para que a crise econômica atinja o mínimo a população. Por isso, precisamos que o Governo consiga trabalhar. Estamos fazendo investimentos e tomando iniciativas, mas o Governo precisa de estabilidade para governar."

Por Ascom do MCTI