Notícia

Gestão C&T

Ministro da C&T define composição do comitê da Rede Nacional de Fusão

Publicado em 20 agosto 2007

Foi publicada, no Diário Oficial da União (DOU) da última sexta-feira (17), designação do ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, para a composição do Comitê Técnico-Científico da Rede Nacional de Fusão.

Conforme a portaria, o presidente do comitê será o presidente da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), Odair Dias Gonçalves. Já o secretário executivo será Ricardo Magnus Osório Galvão, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF).

Os demais membros do comitê serão: Ivan Cunha Nascimento, da Universidade de São Paulo; Gerson Otto Ludwig e Edson Del Bosco, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); Ricardo Viana, da Universidade Federal do Paraná (UFPR); e Munemasa Machida, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Artour Grigerovich Elfimov, da Usp, e Luiz Antonio Berni, do Inpe, são os suplentes do Comitê Técnico-Científico da Rede Nacional de Fusão.

A portaria completa pode ser acessada pelo site www.in.gov.br, Seção 2 do Diário Oficial da União, página 6.

Rede Nacional de Fusão

A Rede Nacional de Fusão (RNF) foi criada, em novembro de 2006, com os objetivos de promover o avanço dos experimentos em fusão nuclear controlada no país e, também, para que o país possa participar de projetos colaborativos internacionais.

A rede é formada por 15 instituições de pesquisa, abrigando, inicialmente, cerca de 70 cientistas. Segundo texto publicado pela Agência Fapesp, uma das metas da RNF é inserir pesquisadores brasileiros nos estudos com o Reator Termonuclear Experimental Internacional (Iter, sigla em inglês), que será construído na França e tem a colaboração de países da Comunidade Européia, além dos Estados Unidos, do Japão, da Rússia, da China, da Índia e da Coréia do Sul.