Notícia

Folha de Pernambuco online

Ministro anuncia 50 centros de Ciência e Tecnologia

Publicado em 15 julho 2008

Por Lúcia Miranda

Com foco nas regiões Nordeste e Norte, o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, anunciou a criação de 50 institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. As unidades, de acordo com o ministro serão criadas até dezembro deste ano. O objetivo é desenvolver a produção científica nos estados dessas regiões.

Os centros serão formados por uma entidade-sede para abrigar grupos de pesquisa e laboratórios e serão destinados a desenvolver tecnologia em áreas consideradas estratégicas para o país, como biocombustíveis, agricultura, saúde, Amazônia e pesquisa nuclear e espacial.

O investimento do governo federal será de R$ 270 milhões, mas o ministro espera que um total de R$ 400 milhões sejam destinados ao estímulo a pesquisa, contabilizando, nesse caso, as contrapartidas de instituições de pesquisas que já se manifestaram interessadas. O edital de seleção das instituições será lançado em agosto.

“O edital vai prever a aplicação de 35% dos recursos do ministério exclusivamente em institutos no Nordeste, Norte e Centro-Oeste. A idéia é dar melhores condições de disputa com o Sudeste e Sul, que tem maior base científica”, avaliou o ministro, ao participar da 60° Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na Universidade Estadual de Campinas.

Uma das entidades que já garantiu parceria é a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). No entanto, a contrapartida ainda não foi definida

De acordo com o ministro, os convênios com as instituições terão a validade de cinco anos e que já existem recursos orçamentários para garantir as pesquisas por três anos. “É necessário que se tenha a robustez em termos de recursos para garantir a continuidade, mesmo após o fim desse governo (Unicamp).

Também serão parceiros no projeto os ministérios da Saúde e da Educação, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) e a Petrobras.