Notícia

A Tarde (BA)

Ministro analisará projeto de desvio do São Francisco

Publicado em 25 novembro 1999

Por Recife - Suza Machado
O ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, que participou, ontem, em Recife, da entrega do 4º Prêmio Henry Ford de Conservação Ambiental, assegurou que não vai permitir nenhum tipo de pressão sobre os estudos de avaliação de impacto ambiental, que serão realizados pelo ministério para implantação do projeto de transposição das águas do Rio São Francisco, garantindo que a decisão sobre a questão será rigorosamente técnica. A Ford premiou a ambientalista Maria Tereza Jorge Pádua, presidente da Fundação Pró-Natureza, de Brasília; o Museu de Biologia Professor Mello Leitão, do Espírito Santo; a agência Mata'Dentro Ecoturismo e Aventura, da cidade de Brotas (SP); e o Programa Biota, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O Prêmio Henry Ford de Conservação Ambiental, que distribuiu um total de US$ 40, contou este ano com cerca de 100 projetos desenvolvidos no Brasil. Certificado ambiental O diretor internacional de estratégias de meio ambiente da Ford, Andrew Acho, anunciou que a empresa já obteve o certificado ambiental das suas 140 fábricas espalhadas pelo mundo, de acordo com os padrões estabelecidos pelo ISO 14001 e agora investe para obter idêntico documento de todos os seus parceiros e fornecedores. O presidente da Ford Brasil, António Maciel Neto, enfatizou que o compromisso com a conservação ambiental é uma questão chave para a Ford e que este aspecto será também de grande relevância na fábrica a ser instalada em Camaçari, na Bahia. "Haverá uma área verde de 600 hectares no entorno da fábrica e a própria estrutura do complexo industrial será ecologicamente correta", garantiu.