Notícia

Portal Aprendiz

Ministério da Ciência e Tecnologia sofre corte de 18% no orçamento

Publicado em 22 janeiro 2009

O ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, classificou como irresponsável o corte de 18% no orçamento da sua pasta, aprovado pelo Congresso Nacional para 2009, e admitiu que, se a situação não se reverter, "bolsistas terão de ser mandados embora".

O corte de R$ 1,1 bilhão representa um valor 10% maior do que toda a receita de 2008 da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a agência estadual de fomento à pesquisa mais rica do país, que sustenta quase toda a ciência paulista.

Os presidentes da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e da Academia Brasileira de Ciências (ABC) consideram a situação "extremamente grave" e dizem que, se os recursos forem realmente cortados, a política científica nacional ficará "desanimadora".

Antes da redução, o governo previa chegar ao fim de 2010 com 1,5% do PIB em investimentos de Ciência e Tecnologia. Atualmente, o investimento é de 1%.  Outra previsão para 2009 era de produzir 11,5 mil doutores. Além do prejuízo às bolsas de estudo, os cortes podem afetar os programas que criam centros de excelência em pesquisa no país.