Notícia

O Estado do Paraná

Miniaturização de HDs leva Nobel

Publicado em 14 outubro 2007

Agência FAPESP — O francês Albert Fert e o alemão Peter Grünberg são os ganhadores do Prêmio Nobel de Física de 2007. O anúncio foi feito nesta terça-feira (9/10), pela Academia Real de Ciências da Suécia.

Fert, nascido em 1938, é diretor da Unidade Mista de Física do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) da França. Grünberg nasceu em 1939 e é professor no Instituto de Pesquisa de Corpos Sólidos do Centro de Pesquisas de Jülich, na Alemanha.

Segundo o instituto sueco, o prêmio foi concedido "pela descoberta da magnetorresistência gigante". O fenômeno em escala nanométrica ocorre em camadas de materiais magnéticos (como ferro ou cobalto) intercalados com não-magnéticos (do tipo cromo ou cobre) e é a base para a fabricação de leitores de gravação usados em discos rígidos de computador.

A tecnologia tornou possível a radical miniaturização nos discos rígidos ocorrida nos últimos anos. Inventados em 1956, por muitos anos os HDs foram peças grandes que ocupavam estações em empresas. A miniaturização ajudou a popularizar os microcomputadores e permitiu com que uma quantidade crescente de informações pudesse ser armazenadas em dispositivos cada vez menores.

A descoberta também abriu uma nova área na física, a spintrônica, que explora a propensão quântica ao movimento de rotação característica dos elétrons (spin, em inglês, quer dizer "girar"), fazendo uso do estado de suas cargas.

O fenômeno descoberto por Fert e Grünberg também permitiu a fabricação de minúsculos discos usados em notebooks, tocadores de MP3 (como o iPod Classic, que conta com capacidade de até 160 GB) e outros eletrônicos portáteis. Depois do kilo, do mega e do giga, a evolução nos sufixos ocorreu novamente em 2007, quando começaram a ser vendidos discos para computadores pessoais com 1 trilhão de bytes (terabyte).

A descoberta do fenômeno da magnetorresistência gigante (MRG) foi feita em 1988, em pesquisas independentes conduzidas pelos dois físicos. O trabalho realizado no laboratório de Fert teve a colaboração de Mário Baibich, professor do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O artigo descrevendo o trabalho de Fert, Baibich e outros sete cientistas foi publicado no mesmo ano na Physical Review Letters e se tornou um dos dez artigos mais citados da importante revista.

O primeiro dispositivo de gravação de dados digitais baseado em MRG foi lançado em 1997, tornando-se padrão da indústria de informática desde então.

Os pesquisadores dividirão prêmio de 10 milhões de coroas suecas, cerca de R$ 2,8 milhões. O anúncio do Nobel de Física segue o de Medicina e Fisiologia, feito no dia 8. Nesta quarta-feira (10/10), será divulgado o ganhador do prêmio de Química.

Os prêmios — cheques, medalhas de ouro e diplomas — serão entregues em 10 de dezembro, aniversário da morte de Alfred Bernhard Nobel (1833-1896), o inventor da dinamite.