Notícia

Correio Popular

MÍDIA NA ESCOLA

Publicado em 28 novembro 2004

Por Nice Bulhões - da Agência Anhanguera - nice@rac.com.br
O lançamento do 2º Seminário Nacional O Professor e a Leitura do Jornal será realizado às 20h de hoje na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Na ocasião, será feita a entrega do Prêmio RAC Professor Destaque, um projeto do Correio Escola, da Rede Anhanguera de Comunicação (RAC). O seminário, que tem abertura oficial marcada para as 9h de amanhã no Ginásio Multidisciplinar da Unicamp e se encerra no próximo dia 30, será um espaço para a reflexão crítica sobre o binômio escola-jornal. Como diferencial à primeira edição, realizada em 2002, este seminário busca reunir e partilhar resultados de pesquisas que investiga ma utilização do jornal sob diferentes ângulos. Com este propósito, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) Carlos Vogt, coordenador do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp, apresentará dois projetos sobre a divulgação científica durante a conferência Responsabilidades Sociais do Jornal e os Desafios Contemporâneos da Educação Brasileira. O primeiro projeto diz respeito, segundo Vogt, à criação, desenvolvimento e implantação de um sistema de busca eletrônica para identificar e selecionar nos jornais da grande imprensa, os textos que tratam dos temas da ciência e tecnologia. "Deste modo, poderemos constituir um índice que acompanhe diariamente a presença do tema na imprensa e a sua leitura", explica. O segundo é voltado para o jovem amador da ciência, tendo como referência a revista Pesquisa Fapesp. "O projeto tem como público alvo o jovem secundarista da rede pública de ensino do Estado, que são cerca de 1 milhão, e visa, trabalhar com os 11,2 mil professores das áreas de matemática, física, química, biologia e geografia da rede estadual de ensino, além dos 280 assistentes técnico-pedagógicos e dos 2,8 mil professores coordenadores da rede", diz Vogt. Para Carmen Lozza, do jornal O Globo, do Rio de Janeiro, que participa deste seminário o jornal precisa ser lido e criticado na escola. "Os programas de jornal de maior mérito na escola são aqueles que permitem que os professores conheçam mais profundamente e amplamente o que é o jornal, que objeto é este, suas características, sua natureza e sua forma de ser produzido." Já o cientista social Antonio Alberto Trindade, mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e doutorando do Departamento de Multimeios da Unicamp, pretende mostrar que o uso do jornal; na escola representa um salto qualitativo nos processos de ensino e aprendizagem. O professor Trindade mantém um web site pessoal, o www.prvdencia.com.br, que não é comercial e tem sido bastante indicado no meio educacional. O evento também ressaltará a influência da mídia em sala na formação de novos leitores. Uma pesquisa apresentada por Dirceu Fernandes Lopes, da Universidade Católica de Santos, revela que alunos de Jornalismo, que participaram no Ensino Médio de projetos sobre jornal em sala de aula, passaram a ler jornal. Os interessados em participar do seminário podem se inscrever amanhã no Ginásio Multidisciplinar da Unicamp. A inscrição custa R$130,00 e pode ser parcelada em duas vezes.