Notícia

Jornal do Comércio (RS)

Método nacional controla atividade de neurônios

Publicado em 14 fevereiro 2020

Por Da Redação

Controle de neurônios (células do sistema nervoso) por intermédio de sinais luminosos. Esse foi o feito do estudante da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto, Benedito Alves de Oliveira Júnior, que desenvolveu equipamento e conhecimento utilizando a optogenética, técnica que une luz, genética e bioengenharia e depende de avançadas e caras tecnologias.

Aluno de biologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP, Oliveira Júnior trabalhou sob orientação dos professores João Pereira Leite e Rafael Naime Ruggiero, ambos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da universidade, desenvolvendo método nacional capaz de intervir em células do sistema nervoso e controlar atividades de neurônios específicos, no cérebro de um animal vivo, com precisão de milissegundos, “ que é a escala temporal em que ocorre a ação entre essas células ”, diz o aluno. Mas a tarefa era “ ir além do dominio da técnica e reproduzi “ la em solo nacional a um custo reduzido ”, conta Oliveira Júnior.

Para baratear o estudo, a equipe manufaturou alguns dos equipamentos necessários e utilizou ferramentas de código aberto na internet. Mas, como a optogenética é complexa e envolve altas tecnologias, “ todo o processo tem sido feito em etapas, da validação até a padronização da metodologia no laboratório ”. À pesquisa é fruto de projeto de iniciação cientifica de Oliveira Júnior realizado com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). (Rádio USP).