Notícia

FarolCom

Metabolômica é tema de workshop internacional na FAPESP

Publicado em 04 dezembro 2009

O Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN) organiza no próximo dia 7/12 um workshop sobre metabolômica, área recente da genômica que contribui para a determinação de funções de genes a partir da análise de um grande volume de dados sobre o metabolismo de diferentes organismos.

Coordenado por Carlos Alberto Labate, pesquisador da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), o Workshop Bioen sobre Metabolômica de Cana-de-Açúcar reúne especialistas brasileiros e alemães para apresentações sobre temas como eficiência na produção de etanol celulósico e acumulação de sacarose e de carbono na cana, e sobre pesquisas realizadas no Instituto Max Planck e Universidade de Potsdam, ambos na Alemanha, em biomassa, bioinformática aplicada à metabolômica e síntese de celulose.

Aplicada ao estudo da cana-de-açúcar, a metabolômica pode ser uma ferramenta de apoio para a seleção de variedades mais adequadas à produção de bioenergia, com alto teor de sacarose e resistentes a seca e pragas da agricultura. A metabolômica utiliza técnicas de espectrometria de massas e ressonância magnética para determinar a presença e a estrutura de produtos do metabolismo da planta - açúcares, ácidos orgânicos e outros compostos - em tecidos de diferentes variedades de cana e estabelece as rotas metabólicas para produção dessas substâncias. O conhecimento sobre a regulação de um conjunto dessas rotas metabólicas permite a identificação dos genes que codificam proteínas associ adas a esses compostos.

O uso da metabolômica no estudo da cana é complementar à proteômica, que estuda as proteínas codificadas para produção de sacarose e de outros compostos, e da transcriptômica, que dá informações sobre a expressão de genes da planta.

Programa BIOEN

O Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN) apoia pesquisa básica e aplicada sobre biocombustíveis com o objetivo de promover o avanço do conhecimento fundamental para produção sustentável e aplicações em áreas relacionadas à produção de bioenergia no Brasil. A iniciativa conta com investimentos iniciais de R$ 73 milhões em diferentes esforços para pesquisa em instituições acadêmicas ou em associação entre universidades e empresas. Lançado pela FAPESP em julho de 2008, o BIOEN financia no momento projetos em três linhas de pesquisa: produção de biomassa para bioenergia, processos de fabricação de biocombustíveis e pesquisas sobre impactos socioeconômicos, ambientais e de uso da terra.

Workshop Bioen sobre Metabolômica de Cana-de-Açúcar

7/12/2009, das 9h às 17h15

FAPESP: Rua Pio XI, 1.500, Alto da Lapa, São Paulo

Programação

9h15 Metabolomics of sucrose accumulation in sugarcane

Carlos A. Labate, Departamento de Genética da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP)

9h35 Research on Biomass at the Max-Planck-Institut for Molecular Plant Physiology

Lothar Willmitzer, Max-Planck-Institut für Molekulare Pflanzenphysiologie

10h15 A systems approach to cellulose synthesis

Staffan Persson, Max-Planck Institute for Molecular Plant Physiology

10h55 Metabolomics: adding a powerful tool for sugarcane chemical profile studies -

Vanderlan da Silva Bolzani, Instituto de Química, Núcleo de Bioensaios, Biossíntese e Ecofisiologia de Produtos Naturais da Universidade Estadual Paulista (NuBBE-Unesp)

11h45 Monolignol profiling of lignin as selection tool for higher lignocelluloses

ethanol production efficiency

Marcelo Ehlers Loureiro, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCB), Departamento de Biologia Vegetal, Universidade Federal de Viçosa

12h25 Metabolomics-oriented Bioinformatics at the MPI for Molecular Plant Research

Dirk Walther, Institute of Biochemistry and biology, University of Potsdam

14h05 Identification and characterization of metabolic QTL in Arabidopsis thaliana

Jan Lisec, Max-Planck-Institute for Molecular Plant Physiology

14h45 Adaptation of the metabolism of Serbania virgata to the storage compounds of

the seeds

Marco Aurélio Silva Tiné, Instituto de Botânica, Secretaria do Meio Ambiente, São Paulo

15h25 Metabolite and transcript interactions in response to the environment in Arabidopsis thaliana

Camila Caldana, Max-Planck-Institute for Molecular Plant Physiology

16h05 Biochemical networks related to carbon accumulation in sugarcane

Marcos Buckeridge, Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, Centro de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (INCT-Bioetanol)