Notícia

Planeta Universitário

Mestrado em Carcinogênese de Cólon na USP com Bolsa da FAPESP

Publicado em 26 abril 2017

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) oferece uma oportunidade de mestrado em Carcinogênese de Cólon com bolsa da FAPESP. O prazo de inscrição encerra em 30 de abril de 2017. A bolsa está vinculada ao projeto “Como a sinalização serotoninérgica epitelial difere dos efeitos de sua síntese neural durante a inflamação associada ou não ao câncer de cólon”, um Auxílio à Pesquisa na modalidade Apoio a Jovens Pesquisadores, que tem Vinicius Kannen Cardoso como pesquisador responsável.

O bolsista participará da pesquisa que investiga os efeitos modulares da 5-HT sobre eventos de dano de DNA no cólon intestinal. A serotonina (5-HT) é neuro-hormônio com complexos efeitos em mamíferos e tem sua síntese iniciada a partir do triptofano pela enzima triptofano hidroxilase I (Tph1). Acredita-se que a 5-HT promova o desenvolvimento de tumores de cólon, apesar de pesquisas recentes demonstrarem que esse neuro-hormônio inibe a formação de lesões preneoplásicas no cólon.

A hipótese será explorada em experimentos em camundongos com deleção ou não para Tph1 (WT; KO) e expostos a um agente carcinogênico em conjunto com tratamentos farmacológicos para modulação da atividade serotoninérgica no cólon intestinal.

Métodos de biologia molecular serão empregados para determinar a ocorrência de dano gênico, bem como ativação ou silenciamento de mecanismos de reparo da lesão. Esses eventos moleculares serão então conectados à incidência de tumores de cólon em camundongos Tph1 WT e KO por meio de estudos histopatológicos. Este projeto tem o potencial de revelar uma nova atividade da 5-HT durante a carcinogênese de cólon.

Os interessados devem enviar e-mail para Vinicius Kannen Cardoso no endereço vinicius.kannen@fcfrp.usp.br.

A oportunidade está publicada em www.fapesp.br/oportunidades/1502.

Para informações sobre bolsas de mestrado acesse www.fapesp.br/bolsas/ms.

Agência FAPESP