Notícia

Diário do Comércio (SP)

Memória virtual da revolução

Publicado em 18 dezembro 2007

Por Paulo Pampolin/Hype - Inaldo Cristoni

Projeto pretende reunir documentos, livros, jornais, objetos, imagens e memória dos combatentes da Revolução Constitucionalista de 32, e consolidá-los em uma grande base de dados para acesso do público pela internet

O projeto da Revolução de 32 foi apresentado por Milton Fernandes, durante encontro na semana passada, na Associação Comercial de São Paulo

 

Um projeto orçado em R$ 1,9 milhão, durante 26 meses, pretende reunir todo o acervo disponível no País sobre a Revolução Constitucionalista de 1932 — como documentos, livros, jornais, objetos, imagens e memória dos combatentes e dos familiares —, consolidar uma grande base de dados, digitalizar e inserir esse conteúdo na internet, para o acesso do público.

O trabalho, denominado "São Paulo em Movimento: Centro de Referência e Memória Virtual da Revolução Constitucionalista de 1932", está sendo coordenado por Milton Fernandes, integrante da Comissão Cívica e Cultural da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). "O projeto atendeu à demanda do capitão Gino Struffaldi, presidente da Sociedade Veteranos de 32 - M.M.D.C., ex-combatente que também faz parte da Comissão Cívica e Cultural", revela Fernandes.

A coordenação científica será do historiador Adilson José Gonçalves, professor da PUC de São Paulo, que comandará uma equipe multidisciplinar de aproximadamente 20 pessoas, entre pesquisadores e profissionais da área de tecnologia. Estes serão os responsáveis pelo desenvolvimento do software específico sobre a Revolução Constitucionalista.

Segundo o professor, negociações estão sendo feitas com o Ministério da Educação para dispor esse conteúdo para as escolas públicas do País. "Estamos estudando, também, a possibilidade de levar o projeto para as estações do Metrô", disse. Com esse projeto, os idealizadores pretendem criar uma espécie de museu virtual para permitir uma releitura do Movimento de 32. A expectativa é oferecer o conteúdo também em formatos de livro impresso, CD e livro eletrônico.

Rede acadêmica - O conteúdo será inserido no portal Kronopédia, criado por Fernandes, que está no ar desde março. Trata-se de um dos 475 portais de conteúdo acadêmico, tecnológico e sócio-cultural financiados pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), a partir do projeto Incubadora Virtual de Conteúdos Digitais, do programa Tidia, lançado em 2002 com objetivo de criar ferramentas para o desenvolvimento da Internet Avançada.

No portal Kronopédia podem ser encontradas informações sobre diversas áreas, da Administração à Comunicação, do Direito à Filosofia, passando por Ciência e Tecnologia, Política, História (que contempla o trabalho sobre a Revolução de 32) e Turismo, além da biografia e da galeria de fotos de todos os presidentes da ACSP, entre outros conteúdos.

A Incubadora Virtual conta uma infra-estrutura de oito servidores e uma rede de alta disponibilidade de 1 gigabyte. Registra 7 milhões de acessos por mês e o número de usuários dobra a cada ano, atingindo cerca 9 mil usuários em 2007, revela Julio Monteiro, coordenador técnico e de suporte da Incubadora Virtual.