Notícia

BOL

Médico Dimas Covas fala sobre vacina para covid nesta 4ª, às 16h, ao vivo

Publicado em 06 outubro 2020

Por UOL

Nesta quarta-feira (7), às 16h, o médico Dimas Tadeu Covas, diretor do Instituto Butantan, participa ao vivo do ciclo "Conversas na Crise - Depois do Futuro", uma organização do IdEA (Instituto de Estudos Avançados) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) em parceria com o UOL.

A entrevista, conduzida pelo jornalista Paulo Markun, será transmitida pela home do UOL e pelos canais do UOL no YouTube e Facebook. Os internautas poderão interagir e enviar perguntas por meio dessas plataformas.

Dimas Covas falará sobre as vacinas que estão sendo produzidas contra o novo coronavírus, as perspectivas de imunização no Brasil e as dúvidas a respeito de riscos e eficácia. O instituto Butantan está atualmente testando a vacina da empresa chinesa Sinovac em 13 mil voluntários de seis Estados, com perspectivas de iniciar a imunização da população brasileira no começo de 2021.

O programa também contará com a participação da jornalista Lúcia Helena, colunista de VivaBem, Maurício Nogueira, professor da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto), e Carlos Vogt, presidente do Conselho Científico e Cultural do IdEA.

Graduado em medicina pela USP (Universidade de São Paulo), em 1981, Dimas Covas tem mestrado (1986), doutorado (1993) e livre-docência pela mesma instituição (1999). Professor titular da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, é diretor do Instituto Butantan desde 2017.

Hematologista e hemoterapeuta, desenvolve pesquisas em áreas como biologia molecular e celular, células-tronco, antígenos eritrocitários e plaquetários e vírus (HIV e HTLV). Dimas Covas também atua em divulgação científica, tendo vencido, em 2007, o Prêmio Jabuti com o livro "Células-Tronco - A nova fronteira da medicina" (Editora Atheneu, 2006), escrito em parceria com Marco Antonio Zago.

"Conversas na Crise - Depois do Futuro" é um desdobramento do projeto "A Crise Brasileira", lançado na Unicamp em setembro de 2019 como iniciativa do IdEA. Com as restrições impostas pela quarentena, as discussões passaram para o ambiente virtual, tendo o UOL como parceiro e foco no debate do futuro pós-pandemia.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
UOL