Notícia

Ouro Preto

Maureen Bisilliat expõe Pele Pretas, em Ouro Preto

Publicado em 03 agosto 2015

Maureen Bisilliat é a grande atração da 4ª Edição do Fotógrafos em Ouro Preto. O evento que em 2015 celebra os 300 anos da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, com a temática identidade e Cultura Negra, será realizado entre os dias 05 e 09 de Agosto, em Ouro Preto.

A renomada artista e fotógrafa britânica, naturalizada brasileira, participa do encontro expondo, pela primeira vez em Minas Gerais, Pele Preta (1966), ensaio fotográfico inaugural da artista destaque, no mesmo ano, em individual no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Em Pele Preta, Maureen privilegia o corpo do homem do cotidiano, inovando ao retratar o negro – algo impensável para a época -, tendo como modelos uma mulher e uma criança. A artista conta que a série é produto de seus tempos de estudante, “quando frequentava ateliês de modelo vivo, atenta à anatomia, à movimentação e à iluminação’, relembra.

A exposição dialoga com a temática festival, sendo projetada no interior da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, precedida por um bate-papo com a artista e Assis Antônio de Oliveira, retratado ainda criança por Maureen. Pele Preta integra ainda a intervenção “cidade murada”, série de projeções fotográficas espalhadas por muros de Ouro Preto, promovendo a cidade como galeria a céu aberto.

Maureen Bisilliat (Englefieldgreen, Inglaterra, 1931)

Fotógrafa e documentarista, foi bolsista da Fundação Guggenheim (1970), do cnpq (1981-1987) e da Fapesp (1984-1987). Chegou ao Brasil em 1952, aqui se radicando. Iniciou na fotografia em 1962, tendo atuado por dez anos nas revistas Realidade e Quatro Rodas. Essas andanças resultaram na elaboração de um projeto traçando equivalências fotográficas dos mundos retratados por Euclides da Cunha, João Guimarães Rosa, Jorge Amado, João Cabral de Melo Neto e Adélia Prado. De 1972 a 1977, visitou com frequência o Xingu. Em 1979, lançou, em coautoria com os irmãos Villas-Bôas, a publicação Xingu/Terra e participou com uma sala especial da XIII Bienal de São Paulo (1975). Em 1988, foi convidada por Darcy Ribeiro para contribuir na criação de um acervo de arte popular latino-americana, do qual nasceu o Pavilhão da Criatividade no Memorial da América Latina. Foi diretora do Instituto Moreira Sales de 1989 a 2010.

Fotógrafos em Ouro Preto

Com uma programação extensa composta por exposições, palestras, oficinas, leituras de portfólio e roteiros fotográficos; o Fotógrafos em Ouro Preto tem como objetivo a sensibilização do olhar para o exercício da cidadania, considerando a fotografia e a imagem - suas possibilidades estéticas e políticas -, como instrumentos de registro e questionamento de nosso tempo. Além de Maureen, o evento destaca ainda a presença dos prestigiados Cafi, Pedro David e Miguel Rio Branco.  Confira a programação completa em: www.fotografosemouropreto.com.br

SERVIÇOS

Data: 05 de Agosto – Abertura Oficial

06 a 09 de Agosto – Fotógrafos em Ouro Preto

Local: Ouro Preto, MG

Informações Gerais: www.fotografosemouropreto.com.br