Notícia

Jornal da Ciência online

Material didático feito na USP interliga datas significativas da história do Brasil

Publicado em 17 novembro 2021

Baseado no acervo da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, o projeto “3 vezes 22 na Escola” pretende estimular estudantes a refletir e discutir dilemas da sociedade contemporânea brasileira e mundial

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da Universidade de São Paulo (USP) disponibilizou ao público o material didático “3 vezes 22 na Escola: independência, modernismos e projetos de futuro”, elaborado a partir de seu acervo.

O projeto tem como base o entrecruzamento de três datas significativas na história do país: a Independência do Brasil (1822), a Semana de Arte Moderna (1922) – um marco do modernismo dos anos 1920 – e o presente (2022).

O intuito é estimular os estudantes a refletir e a discutir alguns dilemas da sociedade contemporânea, brasileira e mundial, de maneira que eles também possam associar tais reflexões com os seus projetos de vida e criar novos projetos de futuro para o país, frente aos problemas e desafios que se colocam.

Coordenado pelos professores Janice Theodoro, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, e Alexandre Macchione Saes, da Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária da USP, o projeto traça um itinerário voltado à temática do Estado e da desigualdade no Brasil.

No “3 vezes 22 na Escola”, há boletins com matérias e entrevistas que exploram temáticas centrais extraídas do confronto das três temporalidades, kits didáticos que oferecem material para debater temas que não estão presentes nos currículos de ensino médio e fundamental, publicações resultantes de pesquisas e eventos realizados pela BBM, além de vídeos e o histórico de eventos realizados ao longo dos últimos anos.

O público pode acessar o material didático em https://3×22.bbm.usp.br/.

Agência Fapesp

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Abrelivros - Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares