Notícia

Esteta

Material de reforço para próteses odontológicas

Publicado em 14 maio 2014

Professor do Departamento de Materiais Odontológicos e Prótese do Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT) da Unesp, Câmpus de São José dos Campos, Tarcisio José de Arruda Paes Junior coordena projeto de material de reforço para próteses odontológicas que vem conseguido positiva repercussão na área da odontologia.

 

A iniciativa começou em 2011, com o desenvolvimento de um material de reforço para próteses odontológicas. A ideia foi realizada em parceria com uma empresa de materiais plásticos (Natmar Moldes e Plásticos Ltda).

 

O projeto consistiu na construção de uma malha de nylon experimental (adicionada de sílica) feita em um corpo único e, de dimensões tais que permitissem sua utilização no interior da resina acrílica em próteses dentárias removíveis (quer seja parciais ou totais).

 

O intuito era aliar o aumento da resistência mecânica das próteses, propiciar facilidade de manuseio técnico e leveza à prótese. Esta ideia teve o apoio financeiro da Fapesp (Processo nº 2011/07334-6).

 

Logo após desenvolver o material, Paes Junior consultou a Agência de Inovação da Unesp (AUIN) para ver a possibilidade de patentear o produto de inovação. Teve pronta resposta e total apoio pela coordenadora Fabíola M. Spiandorello, que tratou de todo o trâmite para verificar a possibilidade de validação da malha. ‘Após cerca de um ano tivemos a grata satisfação de ter o depósito da patente da malha de nylon experimental pelo INPI. Passado algum tempo este mesmo depósito teve a sua Extensão Internacional aceita.

 

Paralelamente ao processo de patente, foi realizada a Dissertação de Mestrado desenvolvida por Fernanda de Cássia Papaiz Gonçalves, orientanda de Paes Junior, mestranda do curso de Pós Graduação em Odontologia Restauradora, Especialidade Prótese Dentária do ICT.

 

Os resultados obtidos nos experimentos in vitro executados nesta pesquisa foram extremamente animadores e propiciaram que se pudesse empregar o material em casos clínicos de nossa Unidade.

 

Em 2013 os resultados obtidos na dissertação de mestrado foram apresentados na forma de painel científico durante a 7ª Reunião do Grupo Brasileiro de Reciclagem em Prótese e Implante – GBRPI, que foi premiado com a 1ª colocação e propiciou as passagens aéreas para a apresentação do trabalho durante o mais importante congresso científico de odontologia internacional, o Congresso da International Academy of Dental Research – IADR e, que ocorrerá em CapeTown, Africa do Sul em junho de 2014.

 

Para Paes Junior, a indicação clínica primordial e extremamente gratificante foi a inserção desta fibra de nylon em próteses buco maxilo faciais obturadoras buco farígeanas, indicadas para pacientes submetidos a ressecções tumorais e, que são frequentemente atendidos no ICT, no Projeto Onco, Projeto de Extensão ligado à Pró-reitoria de Extensão Universitária (Proex) que tem como ação fundamental a ampla assistência odontológica a pacientes oncológicas e, que hoje é referência de atendimentos na região do Vale do Paraíba.

 

“As próteses confeccionadas a estes pacientes utilizando-se desta alternativa de recurso para reforço das extensões palatinas das próteses têm propiciado excelentes resultados, sobretudo quanto a longevidade e conforto nos uso dos aparelhos. Outras indicações para a malha de nylon estão sendo testadas a fim de ampliar a gama de indicações e benefícios que seu uso possa trazer à Odontologia”, aponta o pesquisador.

 

Paes Junior ressalta que a produção intelectual realizada demonstra que a associação entre pesquisas desenvolvidas no âmbito da Unesp, com parceiras de órgãos de fomento como a Fapesp, aliada ao apoio logístico para depósito de patente pela Universidade, podem ter resultados imediatos na melhoria das condições de saúde bucal da comunidade.

 

“É importante destacar a importância dos Projetos de Extensão neste contexto e como eles podem propiciar um estímulo a que pesquisas neste sentido possam ter continuidade, dando retorno à sociedade daquilo que se faz a nível científico de forma dinâmica e com ação multidisciplinar”, conclui o docente do ICT.

 

Além de Paes Junior, participam do projeto: Prof. Tit. Estevão Tomomitsu Kimpara, Prof. Dr. Guilherme de Siqueira Ferreira Anzaloni Saavedra, Mestra Fernanda de Cassia Papaiz Gonçalves, Natalia de Paschôa Navarrias e Marco Aurelio de Paschôa.

 

A imagem que ilustra esta reportagem está no livro REABILITAÇÃO ORAL CONTEMPORÂNEA - Baseada em evidências científicas. Ed Napoleão, 2014,Capítulo 13 Indagações sobre as resinas acrílicas (autoria Paes Junior TJA, Carvalho PCPK, Sacorague SCM, Gonçalves FCP, Martinelli CSM.

 

Portal Unesp