Notícia

Folha da Região (Araçatuba, SP) online

Marini: Interior se destaca em ranking de qualidade de vida para idosos

Publicado em 15 maio 2017

Folha da Região

Seis cidades paulistas, entre as que têm entre 50 mil e 100 mil habitantes, acabam de ser eleitas as melhores para a população idosa viver no País. Elas lideram ranking nacional elaborado com base no Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade, que leva em conta a qualidade de vida para pessoas com mais de 60 anos de idade. São estas as cidades, respectivamente, do 1º ao 6º lugares: São João da Boa Vista, Vinhedo, Lins, Fernandópolis, Tupã e Votuporanga. Além destas, Itapira ganhou o 8º lugar e Bebedouro, o 10º lugar. Outras 21 cidades do Interior Paulista, de diferentes regiões do Estado, também figuram entre as 50 melhores para idosos viverem. E dezenas de outras cidades paulistas aparecem no ranking completo. O ranking se refere apenas à cidades médias com menos de 100 mil habitantes.

Variáveis

O estudo foi elaborado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas. O índice aponta as condições de 498 cidades brasileiras e faz a classificação de acordo com sete variáveis: Cuidados de Saúde; Bem-Estar; Finanças; Habitação; Educação e Trabalho; Cultura e Engajamento; e Indicadores Gerais. Cada variável tem o peso estabelecido com base nas principais necessidades da população idosa. E entre os 348 municípios brasileiros que têm entre 50 mil e 100 mil habitantes, predominam cidades da região Sudeste do país, especialmente do Interior Paulista.

Destaque

São João da Boa Vista, no topo do ranking, registra baixo índice de ocorrências de mortes por armas de fogo e abriga 13 unidades de saúde nos bairros, além de dois hospitais e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). O município, que ocupa a 50ª posição no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), aparece em 6º lugar entre as melhores microrregiões paulistas em questão de Saúde, segundo um estudo conjunto da FGV e o Financial Times. Depois de ter chegado a esse status, a prefeitura agora quer reduzir o número de mortes por acidentes de trânsito e está construindo um centro para acolher idosos em situação de vulnerabilidade social.

Outras

Figuram também no ranking das 50 melhores cidades para se viver: Jaboticabal, São José do Rio Pardo, Paulínia, Olímpia, Jaguariúna, Mogi Mirim, Batatais, Avaré, Matão, Capivari, Pirassununga, Mirassol, Taquaritinga, São Roque, Cruzeiro, Ibitinga, Andradina, Campos do Jordão, Nova Odessa, Mococa e Porto Ferreira.

Armadilha amarela

Uma empresa familiar de Capivari desenvolveu um produto par ajudar no combate às pragas em lavouras. A Colly criou uma tinta, de cor amarela, atóxica, que gruda todo tipo de mosquito. A Yellow Glue, quando é aplicada no entorno de uma plantação, vira um adesivo, atrai o mosquito e o deixa preso, impedindo sua ida aos frutos. O segredo do produto está no tom amarelo, que é excitante para o mosquito, segundo o engenheiro agrônomo Alexandre Rodrigues de Andrade. A empresa exporta para Paraguai e Bolívia.

Inovação

Estudantes de mestrado e doutorado, com ideias inovadoras nas áreas de biocombustíveis e biomateriais, aprenderam como estruturar um modelo de negócios que transforme os projetos em produtos, processos e serviços de interesse do mercado. Eles participaram, na capital, de uma aula que integra uma das etapas da Global Biobased Business Competition, cujo vencedor será anunciado durante a Brazilian BioEnergy Science and Technology Conference 2017, evento promovido pelo Programa Fapesp de Pesquisa em Bioenergia que ocorrerá entre os dias 17 e 19 de outubro, em Campos do Jordão.

Inovação (2)

O Sebrae vai destinar R$ 45 milhões para Fundos de Investimento em Participação voltados para empresas inovadoras. Os fundos precisam atender algumas características, entre elas investir em pequenos negócios inovadores que já participam de projetos e de atividades do Sebrae, tais como os projetos Capital Empreendedor, Startup Way, plataforma Sebrae Like a Boss, além do apoio ao programa Inovativa Brasil.

Incentivo à economia

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) autorizou o governo do Estado a reabrir o programa de parcelamento de débitos do ICMS. A estimativa é arrecadar por volta de R$ 1,6 bilhão com a medida. O convênio se refere à dispensa ou redução de multas e outros acréscimos legais decorrentes de fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2016, inscritos ou não em dívida ativa. O governador Geraldo Alckmin anunciou pessoalmente a medida. A dívida consolidada poderá ser paga em parcela única, com redução de até 75% das multas punitivas e moratórias e de até 60% dos demais acréscimos.

Fila de espera

Os hospitais públicos poderão ser obrigados a divulgar a lista de espera para realização de exames que fazem parte do tratamento de doenças graves, como o câncer. É o que propõe o projeto de lei no Senado com o objetivo de agilizar e garantir transparência na realização de procedimentos no Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto também fixa prazo para o início do tratamento, após a realização dos exames.