Notícia

Fhox

Marca registrada: atenção e cuidados

Publicado em 01 dezembro 2006

Você já tem sua marca registrada? Não?!, pois saiba que neste exato momento pode existir alguém na fila para registrá-la. Não é questão de terrorismo. Muitas empresas ainda não possuem sua marca registrada no País e podem ter problemas. Entre os motivos para a falta desse registro: não conscientização do empresário, demora no processo, custos, etc.
No Brasil, ó Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), no Rio de Janeiro, é o órgão federal responsável pelo assunto, O instituto atualmente enfrenta alguns problemas como falta de pessoal e grande volume de processos, o que acarreta em atraso no registro das marcas. Mas medidas estão sendo tomadas para corrigir essa situação. Uma delas é a informatização da solicitação inicial (Projeto e-marcas). Na internet, pelo site www.inpi.gov.br é possível fazer uma pesquisa com "sua marca" e saber seja existe pedido de registro dela.
Mas, o que é uma marca? - Segundo a American Marketing Association, marca é um nome, termo, símbolo, desenho — ou uma combinação desses elementos — que deve identificar os bens ou serviços de uma empresa ou grupo de empresas e diferenciá-los da concorrência. Por curiosidade, a marca mais valiosa do mundo é a Coca-Cola, seguida da Microsoft e IBM (Fonte: Inter brandlBusiness Week 2006).
Em um mercado como o da com lojas especializadas de bastante tradição, o cuidado do registro da marca é no mínimo urgente.
No dia-a-dia vêem-se casos de lojas com marcas iguais. Quem registrar primeiro tem o direito de notificar os demais para deixar de utilizar a marca. A empresa que possui o registro é a verdadeira titular da marca. Para registro de domínios de site, procurar a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Mas, fique esperto. Existem casos também de assessorias fraudulentas que procuram cobrar dinheiro para esse registro. Confie e cobre do seu contador esses documentos.
Dicas para quem esta criando o mudando uma marca no mercado fotográfico
• Contrate um profissional da área para esse tipo de serviço (designer ou agência de design). Não economize com isso. Seu sobrinho que sabe um pouco de computação gráfica não é a pessoa mais indicada para tal
• Passe um bom briefing e dê liberdade para a criação
• Antes de julgar a(s) marca(s) apresentada(s), escute primeiro toda a explicação e lembre-se de que seu ponto de vista não é o único
• O nome deve ser fácil, curto e expressivo
• Chega de elipses. Esse "efeito Nike" está presente em diversas marcas e só confunde. No mercado fotográfico, veio com o aparecimento do APS, lembram?
• Por favor, não "assassine" o português e nem o inglês ou qualquer outra língua
• Não use partes de produtos ou marcas de seu fornecedor
• Não limite os serviços da loja. Ex.: utilizar negativo em logomarca. Agora com o digital é limitar a percepção do consumidor pela loja
• Faça a utilização de sua marca em todos os materiais criando uma linguagem coesa
• Tenha o manual de Identidade Visual da Marca (tipologia, cores, aplicações, etc.) e faça-o ser seguido. Todos os funcionários devem ter acesso a ele
• Não pense que o layout de uma marca é eterno. De tempos em tempos estude pequenas alterações
• E lembre-se: marca é o maior patrimônio de uma empresa! Valorize isso