Notícia

24 Horas News

Marca brasileira terá voz ativa nas atividades da 8ª Conferência da ONU

Publicado em 21 março 2006

Por Jonas Silva
A Natura leva o seu compromisso com o desenvolvimento sustentável à COP-8 (Conferência das Partes) por meio de estande, palestras e participação em atividades do Segmento Ministerial. A conferência será sediada pela primeira vez no Brasil, em Curitiba, no Centro de Convenções Expotrade, entre os dias 20 e 31 de março.
A COP é o órgão supremo decisório no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica - CDB. A conferência conta com a participação de delegações oficiais dos 188 membros da CDB (187 países e o bloco da comunidade européia), observadores de países não-parte, representantes dos principais organismos internacionais (incluindo os órgãos das Nações Unidas), organizações acadêmicas e empresariais, ONG's, lideranças indígenas, imprensa estrangeira e nacional, e demais observadores.
O lounge da Natura no evento é ambientado com ativos naturais típicos da região amazônica: o breu branco, a castanha do Brasil e o cupuaçu. Ali os visitantes poderão realizar uma degustação sensorial dos produtos da linha Natura Ekos e conhecer projetos da empresa relacionados à biodiversidade. "A Natura, por acreditar no potencial tecnológico da biodiversidade brasileira, investe em uma plataforma de negócios baseada no uso sustentável dos nossos recursos naturais e na valorização das tradições culturais regionais e locais", explica Marcos Egydio, diretor de Sustentabilidade da Natura.
O espaço conta ainda com uma sala de debates para a realização de painéis diários com executivos da empresa e palestrantes convidados. Os temas das palestras e debates estarão sempre ligados a assuntos relevantes em discussão no evento e contarão com especialistas renomados para desenvolvê-los.
A Natura participará também, no dia 28 de março, de um café da manhã com líderes empresariais e mais de cem ministros para analisar como a iniciativa privada pode contribuir com a meta adotada pelos governos durante o World Summit on Sustainable Develpment (Johannesburg, 2002) de atingir, até 2010, uma redução significante do desflorestamento e das perdas de diversidade biológica.
Este evento faz parte do Segmento Ministerial, principal evento paralelo da COP-8, presidido pela ministra Marina Silva, ocorrerá entre 27 e 29 de março. Trata-se de atividades, em formato de mesas-redondas, para discutir questões-chave da agenda do evento.

Flora Brasiliensis
Outra importante iniciativa da Natura durante a COP-8 será o lançamento da primeira etapa do projeto Flora Brasiliensis, no dia 22 de março, no estande da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP.
O projeto tem como objetivo a digitalização da obra Flora Brasiliensis, produzida no século XIX pelo médico e botânico alemão de Karl Friedrich Philipp von Martius e atualização de sua nomenclatura. O resultado desse trabalho foi a criação de um banco de dados virtual, o Flora Brasiliensis on line, que irá proporcionar acesso amplo e gratuito à obra Flora Brasiliensis e dará início à integração com os dados de herbários europeus, da rede speciesLink e de outros sistemas de informação.
O projeto foi patrocinado pela Natura, FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e Fundação Vitae, e foi realizado pelo Centro de Referência em Informação Ambiental (CRIA) e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Natura
A Natura registrou em 2005 uma receita bruta da ordem de R$ 3,24 bilhões, o que representou um crescimento de 27,7% em relação ao ano anterior. No momento, a Natura conta com um quadro de cerca de 3.400 colaboradores e 483 mil Consultoras no Brasil. Outras 36 mil Consultoras atuam no Chile, Argentina e Peru. Na Bolívia, a marca está presente por intermédio de parceria com um distribuidor. As operações de venda direta no México foram iniciadas em agosto do ano passado. Na França, a Casa Natura foi inaugurada em abril de 2005. Localizada em Paris, é a primeira loja mundial da empresa.