Notícia

Exame PME

Mais cores e menos riscos

Publicado em 01 julho 2006

Em parceria com a iniciativa privada, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) está desenvolvendo um novo material para coloração de produtos de plástico menos tóxico e com mais opções de cores do que as disponíveis atualmente. Constituído de compostos nanométricos, o material está sendo aguardado pelos milhares de pequenas e médias empresas de setores como os de equipamentos eletrônicos, de materiais para acabamento em construção civil e de brinquedos. Em geral, os elementos tóxicos dos itens de plástico produzidos por essas indústrias são introduzidos no momento em que as peças são coloridas.