Notícia

Jornal de Piracicaba

Mahle é tema de doutorado

Publicado em 03 março 2012

Por Iuri Botão

A pianista e professora da Empem (Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle), Eliana Asano, acaba de retornar de Portugal, onde apresentou, em dois congressos científicos da área de música, prévias de seu trabalho de doutorado sobre a obra do maestro que dá nome à escola. O vasto legado do maestro alemão-brasileiro Ernst Mahle é o objeto de estudos da tese intitulada Escrita Pianística nas Canções de Ernst Mahle, que ela desenvolve desde o ano passado no Instituto de Artes da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e que ainda vai levá-la ao Canadá, em outro congresso internacional em maio.

Eliana ingressou no doutorado em 2011, logo após defender a tese do mestrado, em janeiro do mesmo ano, com o título As Relações Texto-música e o Procedimento Pianístico nas Canções de Ernst Mahle: Propostas Interpretativas. "O doutorado é uma continuação do mestrado, e o meu objetivo é analisar a parte pianística da obra dele. Tenho como referência no meu trabalho as canções para voz solista e piano sobre textos profanos. A parte sobre textos religiosos não está na minha pesquisa", delimita.

O trabalho também envolve análise poética dos textos, que são de importantes escritores da literatura moderna. "Sempre acabo falando sobré o autor da poesia, o que é muito interessante para quem assiste", ela diz. No primeiro evento em Portugal, o Congresso Internacional A Língua Portuguesa em Música, ela discorreu sobre a composição Cateji Cassiano Ricardo. Uma semana depois, no 1º Encontro Ibero-americano de Jovens Musicólogos, ela apresentou Quadras ao Gosto Popular, sobre texto do escritor Fernando Pessoa, o que gerou identificação imediata dos portugueses.

Em maio, ela será a única brasileira na Conferência Internacional de Abordagens Analíticas da Música Mundial (AAWM) 2012, em Vancouver, Canadá. Além da música de Mahle, ela leva ao evento canadense a obra O Pato, texto amplamente conhecido de Vinícius de Moraes.

A importância da obra de Mahle no cenário brasileiro, Eliana explica, pode ser vista na confiança da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) ao financiar a pesquisa. "A bolsa veio imediatamente", revela. "E o fato de ter a oportunidade de apresentar fora do país mostra o reconhecimento internacional da qualidade do trabalho", acrescenta ela, que atualmente tem aulas de harmonia com Mahle como forma de conhecer melhor o maestro e sua obra.

A influência e a qualidade das composições do fundador da Empem, que mesclam elementos das músicas alemã e brasileira, podem abrir ainda mais portas para a pesquisadora. "Escrevi para uma professora nos Estados Unidos, que é especialista em canção alemã. Falei sobre o Mahle, sobre o meu trabalho, e que gostaria de fazer um estágio com ela, por ser especialista nessa área. Contei a história dele e enviei partituras que a fizeram se interessar muito e me aceitar num estágio. Agora, estou em busca de uma bolsa de estudos para poder ir ate lá".