Notícia

Correio Popular

MADEIRA NOBRE - Pesquisa tenta melhorar qualidade dos eucaliptos

Publicado em 08 agosto 2003

De Piracicaba - Um grupo de pesquisadores iniciou um projeto inovador para alterar a composição da madeira do eucalipto, com o objetivo de obter material genético com mais qualidade e que possibilite a diminuição nos custos do processo industrial da produção de papel. A pesquisa, conhecida como "Alteração da qualidade da madeira em eucalipto", está sendo realizada através da parceria entre o Instituto Uniemp - Fórum Permanente das Relações Universidade-Empresa e a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq). A Cia Suzano de Papel e Celulose é a patrocinadora do projeto, junto com recursos da Fundação de amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapes). Para melhorar a qualidade da madeira do eucalipto, o grupo de pesquisadores do laboratório de genética Max Feffer vai utilizar técnicas de biotecnologia, como transgenia, genômica, proteômica e bioinformática. "A pesquisa que estamos desenvolvendo visa alterar a expressão dos genes responsáveis pela composição química da parede celular do eucalipto. A idéia é diminuir o teor de lignina e de outros produtos químicos existentes na madeira e que são difíceis de extrair no processo de produção do papel", explica o coordenador do projeto pela Esalq, Carlos Alberto Labate. Com essas alterações, os custos para obtenção de celulose serão menores, garantindo mais rendimento da produção. Ou seja: a mesma quantidade de madeira gerará mais quantidade de celulose. A pesquisa é realizada por um grupo de aproximadamente 40 pesquisadores.