Notícia

Ipesi

Mackenzie inaugura centro de pesquisas de grafeno de mais de R$ 100 milhões

Publicado em 01 março 2016

A Universidade Presbiteriana Mackenzie, a inaugura no próximo dia 2, o MackGraphe (Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologias), em seu campus Higienópolis, em São Paulo (SP).

O MackGraphe é maior espaço privado voltado para pesquisa desse material e foi construído com a parceria da Fapesp e do CNPq, num investimento de mais de R$ 100 milhões. O material é o futuro da tecnologia mundial, com potencial de mercado que movimentará, em 10 anos, até US$ 1 trilhão em vários setores; defesa, eletroeletrônicos, semicondutores, produtos como plástico ou látex, entre outros.

De acordo com Antonio Hélio de Castro Neto, físico e atual diretor do Centre for Advanced 2D Materials da National University of Singapore, a universidade toma um passo histórico em termos de ciência e tecnologia na América Latina com a chegada do MackGraphe, uma vez que existem apenas seis centros de pesquisa do grafeno e, nenhum deles, criados por uma universidade privada, com recursos próprios, visando desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil.