Notícia

Agência USP de Notícias

Livro traz imagens inéditas de cidades e vilas brasileiras no período colonial

Publicado em 29 março 2000

Dando início à Coleção Uspiana, uma série de 12 livros que serão publicados em comemoração aos 500 anos do Brasil, a Editora da USP (Edusp) e a Imprensa Oficial do Estado lançam o livro Imagens de Vilas e Cidades do Brasil Colonial, do professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, Nestor Goulart Reis. A obra, que apresenta 300 reproduções de imagens de vilas e cidades brasileiras dos séculos XVI, XVII e XVIII, faz parte de um projeto educativo maior que produziu seis mil "kits" para serem distribuídos em escolas públicas, museus, bibliotecas, centros culturais e universidades do País, compostos por 35 painéis e um CD-ROM. Em sua pesquisa Goulart Reis recolheu mais de 1.000 imagens demonstrativas da riqueza e da agitação da vida urbana brasileira no período colonial. Trata-se, segundo ele, de um "precioso patrimônio cultural, que deve revolucionar o ensino de nossa história, contada através de documentos escritos, que falam mais do Brasil rural e menos do urbano". Quanto às imagens publicadas, o professor diz que muitas são desconhecidas dos pesquisadores, preenchendo uma lacuna no ensino e esclarecendo questões sobre o nascimento das cidades. Como exemplo, Goulart Reis cita a crença de que as cidades brasileiras teriam crescido sem planejamento, desmentida em sua pesquisa. A existência de padrões geométricos regulares aparece, por exemplo, no traçado de um quilombo no Rio Vermelho, atual bairro de Salvador, e no de São Luiz do Maranhão, em 1640. Niterói, João Pessoa, Taubaté, Itu e cidades da Amazônia são outros casos citados pelo pesquisador, que relaciona o planejamento urbano com a necessidade da Coroa Portuguesa de estabelecer uma identidade territorial em toda a extensão do seu Império. Para recolher o material e elaborar o livro, o professor fotografou e colheu informações, desde 1957, em dezenas de arquivos no país e no exterior, entre bibliotecas e coleções particulares. A principal fonte, porém, foi o Arquivo Histórico do Exército, já que muitas das imagens estudadas eram utilizadas para elaboração de esquemas de defesa militar, pedidos de verba e como forma de manter Portugal informado sobre a colônia. O lançamento do projeto acontece dia 31, às 11 horas, no Museu da Casa Brasileira, que fica na Av. Faria Lima, 2705. O livro, por sua vez, tem lançamento marcado para às 19 horas, no Museu da Arte de São Paulo, na Av. Paulista, 1578. O projeto Imagens de Vilas e Cidades do Brasil Colonial tem patrocínio da Volkswagen e do Banespa, e conta com o apoio do Ministério da Cultura, da Fapesp, da Cia. Suzano de Papel e da Fundação Orsa. Cópias fotográficas de mapas de diversas capitais brasileiras estão disponíveis para serem enviadas aos veículos de comunicação que solicitarem. Mais informações: ( (0XX11) 9745-6219, com Adriana; ou 3272-0941 e 9963-9142, com Ana Maria Xavier, coordenadora executiva do projeto.