Notícia

Agência C&T (MCTI)

Livro reúne poemas inéditos de Carlos Vogt

Publicado em 10 abril 2008

Poesia Reunida - volume que contém os seis livros já publicados pelo poeta e lingüista Carlos Vogt, Secretário de Ensino Superior do Estado de S. Paulo, incluindo os poemas inéditos de Pisca Alerta - será autografado pelo autor na próxima quinta-feira, 17, a partir das 19 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

Integrante da chamada "Geração 60", da qual também fazem parte artistas como Roberto Piva, Álvaro Alves de Farias, Carlos Felipe Moisés e Bruno Tolentino,  Vogt recebeu do crítico Antonio Candido o seguinte comentário ao seu primeiro livro, Cantografia, de 1982: " (...) Carlos vai armando os seus poemas, recortando e montando a realidade do mundo e do sonho por entre sínteses apertadas, soldas antogênicas e lúcidas elipses. Por isso, não há futilidade no seu jogo, mas uma autenticidade destilada até produzir a gota mais límpida."

O crítico e professor destacou duas características de Vogt que Alcir Pécora retoma no prefácio que assina para Poesia Reunida: "Carlos consegue modular os poemas desde o jogo epigramático de palavras até as breves meditações existenciais". Pécora assim define a poesia que Candido chamou de epigramática: "lapidar, curta, incisiva, irônica"; e traduz 'meditações existenciais' por poesia "evocativa, logo distendida, discursiva, senão grave, meditativa e melancólica."

O prefaciador nota, ainda, que se trata de uma poesia urbana e civil, que faz pouco do terceiro pilar da geração 60, a poesia de palanque, pois "bom político de fato, Vogt sabiamente o dispensa na ficção." Em 1991, indo na mesma direção, José Paulo Paes havia dito, a propósito de outro de seus livros, Metalurgia: "Ali, com o torno, a broca, a lima, a lixa, vemo-lo trabalhar a matéria-prima da sua arte até pô-la em estado de gramatical ofensa. Despindo-a de tudo quanto lembre enxúndia, dá-lhe a lisura de provérbio e a dureza de epigrama (...)".

Os traços mais evidentes dessas qualidades - continua Pécora -- se apresentam na forma da brevidade irônica e do lirismo reflexivo, que dão a Vogt sua filiação moderna, "de feição racional, incuravelmente iluminista."

Poesia Reunida se compõe dos volumes Cantografia - o itinerário do carteiro cartógrafo (1982), Paisagem Doméstica (1984), Geração (1985), Metalurgia (1991), Mascarada (1997), Ilhas Brasil (2002) e o inédito Pisca Alerta.

Carlos Vogt, 65, nasceu em Sales Oliveira, estado de São Paulo. Possui vários títulos acadêmicos -- mestrado em Letras pela Universidade de São Paulo; mestrado em Lingüística Geral e Estilística do Francês, na França, doutor em Ciências pela Unicamp. Recebeu em 2005 a comenda da Ordem do Mérito Científico da Presidência da República e o título de doutor honoris causa da École Normale Supérieure de Lyon, na França. É professor titular na área de Semântica Argumentativa e coordenador do Laboratório de Estudos em Jornalismo da Unicamp. Também desempenhou atividades acadêmicas na França, nos EUA, na Argentina e em outros países. Foi reitor da Unicamp de 1990 a 1994, vice-presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) de 2001 a 2005, presidente da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), de 2002 a 2007, e publicou vários outros livros que têm como tema a Lingüística e a divulgação científica.

Lançamento: 17 de abril de 2008, às 19 horas.

Local: Livraria Cultura

Av. Paulista, 2073, térreo.