Notícia

Revista Museu

Livro resgata preciosidades do acervo do IB

Publicado em 08 janeiro 2010

O Instituto de Biociências (IB) da USP lançou em dezembro o livro Ciência, História e Arte - Obras Raras e Especiais do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Organizado pela diretora técnica do Serviço de Biblioteca do IB, Nelsita Ferraz de Campos Trimer, o catálogo de 352 páginas, ricamente ilustrado, é fruto dos trabalhos de restauração das obras realizados desde 1996.

O acervo é formado principalmente por obras dos séculos 18 e 19 e parte dele veio através de doações e transferência de obras da biblioteca da Escola Politécnica (Poli) e da então denominada Faculdade de Farmácia da USP - que em 1962 passou a se chamar Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Muitas dessas obras, únicas no país e raras no mundo, se encontravam em péssimo estado de conservação. Isso se devia em grande parte a intervenções inadequadas de restauração e conservação realizadas anteriormente e a problemas relacionados a fungos e cupins.

Além disso, estavam sendo mantidas em um ambiente que não atendia às recomendações de temperatura e umidade relativa. Para custear as providências necessárias, foram obtidos recursos da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e da Fundação Vitae, além da Comissão de Pesquisa do Instituto de Biociências. Hoje, a Sala de Obras Raras e Especiais prevê a conservação e restauração de todo o acervo, além da adequação ambiental. Ela está aberta aos pesquisadores, professores e alunos da USP e ao público em geral.

A apresentação do livro foi escrita pelo bibliófilo José Mindlin, que doou no ano passado grande parte do seu acervo de 45 mil títulos para a USP e acompanhou a equipe de Nelsita no trabalho de restauro. Segundo ele, o acervo é motivo de grande orgulho para a USP e "faz vibrar o coração de um bibliófilo".