Notícia

Jornal da Unesp online

Livro esclarece dificuldades em processos de tradução

Publicado em 05 janeiro 2009

Por Ligya Aliberti

Lançado em outubro, o livro Parece mas não é: as armadilhas da tradução do Italiano para o Português reúne as principais dificuldades encontradas pelos tradutores da Língua Italiana. A obra tem a autoria da docente Claudia Zavaglia, do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (Ibilce), campus de São José do Rio Preto, e do ex-aluno Reginaldo Francisco. “Apresentamos as causas das inadequações mais comuns, que vão de problemas de efeito estético em textos literários até dificuldades práticas em textos técnico-científicos”, afirma Claudia.

  Resultado de um estágio de iniciação científica realizado por Francisco, sob orientação de Claudia e com financiamento da Fapesp, o livro utiliza como ponto de partida as traduções de alunos do curso de Bacharelado em Letras com Habilitação de Tradutor do Ibilce. “Como os estudantes de tradução formam o público potencial do livro, consideramos adequado tomar como base os problemas enfrentados por eles”, explica a docente.

  Segundo Francisco, seu interesse em estudar as armadilhas da tradução do Italiano para o Português surgiu, em grande parte, por conta das suas próprias dificuldades. “Quando fazia alguma tradução no curso, muitas vezes caía em ‘armadilhas’ como as descritas no livro”, comenta. Com o tempo, encontrei comentários sobre dificuldades de tradução, mas não havia nenhuma obra que tratasse da questão”.

Armadilhas – Segundo os autores, a análise das traduções dos aprendizes mostrou que as armadilhas lingüísticas mais recorrentes estão relacionadas à linguagem comum, e não às terminologias. “O tradutor terá à sua disposição o dicionário para descobrir o significado de palavras técnicas. No entanto, só a experiência pode ajudar o profissional a desenvolver a capacidade de desconfiar daquilo que parece simples”, avalia Claudia.

  A docente afirma que a proximidade entre o Português e outras línguas latinas, como a italiana e a espanhola é mais um fator que pode levar o tradutor a cair nas armadilhas lingüísticas. Mas adverte: “A tradução é um terreno arenoso em todas as línguas e para todos os tradutores”.

Informações:

Livro: Parece mas não é: as armadilhas da tradução do italiano para o português;

Autores: Claudia Zavaglia e Reginaldo Francisco;

Editora Claraluz, 2008; R$ 25,00.

Ligya Aliberti