Notícia

UFSCar -Universidade Federal de São Carlos

Livro de docente da UFSCar, da área de Letras, aborda a ficção contemporânea

Publicado em 21 julho 2008

Tânia Pellegrini, docente do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, lançou no dia 15 de julho livro intitulado "Despropósitos - Estudos de Ficção Contemporânea". Publicado pela editora Annablume e com financiamento da Fapesp, a obra foi apresentada oficialmente durante o XI Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic), realizado na USP, em São Paulo.

A proposta do livro é abordar temas sobre cultura e sociedade no Brasil a partir de uma análise interdisciplinar. O título do livro é inspirado no termo utilizado pelo filósofo alemão Theodor Adorno no texto "O Ensaio como forma". Para a obra, Pellegrini selecionou um conjunto de artigos que escreveu desde 2000 no dia-a-dia do Laboratório de Estudos de Ficção Contemporânea da UFSCar.

Os temas discutidos abrangem, por exemplo, a violência, as relações com o mercado e o conceito de pós-modernidade. Nos dois artigos sobre violência, Pellegrini analisa como esse fator que assusta a sociedade brasileira é representado em narrativas no cinema, na TV e na literatura. Por meio da Sociologia ela analisa o filme "Cidade de Deus" e a telenovela durante a ditadura militar.

A crítica à Indústria Cultural no Brasil tem parte importante na obra, principalmente quando a autora aborda a influência do mercado no processo cultural. Pellegrini procura mostrar como determinados autores ou gêneros descaracterizam a obra ou reduzem o seu conteúdo com objetivos mercadológicos. A referência deixa, assim, de ser a construção crítica, passando a ter o fim planejado de aumentar as vendas. No grupo de autores criticados por Pellegrini constam Patrícia Melo e Paulo Coelho.

Para analisar a complexa relação entre cultura e sociedade, Pellegrini coloca como primordial o debate político e econômico. "A literatura não é só o texto, o cinema não é só a imagem e a telenovela não é só o enredo", afirma. "O texto tem de ser analisado pelo contexto social em que está inserido."

Tânia Pellegrini pretende fazer o lançamento do livro em São Carlos no segundo semestre deste ano. Antes de "Despropósito", a autoria já havia lançado "Gavetas Vazias - Ficção e Política nos anos 70", pela EdUFSCar; "A Imagem e a Letra: Aspectos da Ficção Contemporânea", pelo Mercado de Letras e Fapesp; e duas coleções para Ensino Médio pela editora Saraiva Atual.