Notícia

Revista Paint & Pintura online

Liderança Feminina e sua contribuição para o desenvolvimento nacional

Publicado em 21 março 2019

A Associação Brasileira da Indústria Química - Abiquim realizou, no dia 12 de março, no auditório do condomínio Millenium, em São Paulo, o evento “Liderança Feminina”, que reuniu mulheres de destaque na indústria e na academia para compartilhar suas experiências no mercado e suas contribuições para o desenvolvimento do Brasil.

Segundo a diretora de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Abiquim, Marina Mattar, o objetivo foi celebrar o Dia Internacional da Mulher (ocorrido no dia 8 de março), e promover o intercâmbio entre a indústria e a academia. “As mulheres vêm alcançando posições de destaque nas duas áreas, chegando a ocupar os principais cargos de liderança na indústria e na academia, queremos promover um debate que estimule jovens profissionais e pesquisadoras, além de mostrar os caminhos percorridos para alcançar essas posições”.

A abertura do evento foi feita pela senadora Kátia Abreu (PDT/TO), que abordou sua trajetória política incluindo a sua liderança na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), sua eleição que a tornou a primeira senadora pelo estado de Tocantins e sua nomeação como a primeira mulher a chefiar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A programação teve um painel com representantes de mulheres em cargos de liderança na indústria e na academia. As representantes da indústria foram a presidente do Grupo Solvay na América Latina, Daniela Manique; a diretora comercial e de desenvolvimento de mercado da Braskem, Isabel Figueiredo; e a líder de compras de matérias-primas, embalagens, manufatura externa e logística para a Dow na América Latina, Adriana Amelio.

As representantes da academia no painel foram a professora do Instituto de Química da UNESP de Araraquara, primeira mulher a presidir a Sociedade Brasileira de Química (SBQ) e conselheira da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Vanderlan Bolzani; e a diretora da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), professora Liedi Legi Bariani Bernucci, primeira mulher a assumir o cargo máximo administrativo da escola de engenharia.

As jovens pesquisadoras e doutoras em Química pelo Instituto de Química da UNESP de Araraquara, Marilia Valli e Paula Bueno, abordaram a iniciação científica no Brasil e em outros países e a criação do Comitê Jovens Pesquisadores na Sociedade Brasileira de Química.