Notícia

Anda - Agência de Notícias de Direitos Animais

Leonardo DiCaprio faz o #10YearChallenge com imagens da Amazônia

Publicado em 20 janeiro 2019

Por Mariana Duque

O ator comparou imagens aéreas da Floresta Amazônica. “Rondônia, no Brasil, originalmente tinha mais de 200 mil km² de floresta, mas se tornou um dos locais mais desmatados da Amazônia”, diz a legenda em inglês.

Além de DiCaprio, outros famosos estão aproveitando o desafio para chamar atenção do público. No Brasil, por exemplo, Anitta e Leandra Leal usaram a brincadeira para falar sério.

Conforme já noticiado pela ANDA, o desmatamento da Amazônia está prestes a atingir um determinado limite a partir do qual regiões da floresta tropical podem passar por mudanças irreversíveis, em que suas paisagens podem se tornar semelhantes as de cerrado, com vegetação rala e esparsa e baixa biodiversidade.

O alerta foi feito em um editorial publicado na revista Science Advances. O artigo é assinado por Thomas Lovejoy, professor da George Mason University, nos Estados Unidos, e Carlos Nobre, coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas – um dos INCTs apoiados pela FAPESP no Estado de São Paulo em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – e pesquisador aposentado do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

“O sistema amazônico está prestes a atingir um ponto de inflexão”, disse Lovejoy à Agência FAPESP. De acordo com os autores, desde a década de 1970, quando estudos realizados pelo professor Eneas Salati demonstraram que a Amazônia gera aproximadamente metade de suas próprias chuvas, levantou-se a questão de qual seria o nível de desmatamento a partir do qual o ciclo hidrológico amazônico se degradaria ao ponto de não poder apoiar mais a existência dos ecossistemas da floresta tropical.

teste - Veja também: População de botos-cor-de-rosa da Amazônia cai pela metade a cada década Plástico é maior causa da morte de baleias cachalote no Mediterrâneo Brasil tem a décima maior pegada de carbono relacionada ao consumo animal Snacks veganos de Leonardo DiCaprio arrecadam US $8 milhões