Notícia

Jornal Cidade (Rio Claro, SP) online

LEITURA: professora rio clarense escreve livro sobre o universo das mulheres de congregações religiosas

Publicado em 06 julho 2010

A professora rio-clarense Paula Leonardi lançou no final de maio, em São Paulo, o livro "Além dos Espelhos" pela editora Paulinas. O livro trata da história de mulheres que saíram de seus países de origem, muitas em situação de exílio, para poderem manter suas crenças religiosas. Segundo a autora, "Além dos Espelhos" apresentará aos leitores a prática de congregações religiosas femininas que atuam no Brasil, mostrando quem são as mulheres responsáveis pela vinda dessas congregações e suas histórias.

Paula explica que a ideia de escrever o livro surgiu quando trabalhava em sua pesquisa de doutorado sobre a história da educação católica e os investimentos da igreja na educação. Paula era professora no Colégio Puríssimo.

Durante as pesquisas, a professora se deparou com a história da madre austríaca Bárbara Maix, que chegou ao Brasil em 1849, em situação de exílio, acompanhada de outras mulheres. Elas tentavam manter a congregação viva em outro país. Madre Bárbara é fundadora da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, mantenedora do Colégio Puríssimo.

"Interessei-me pela história dessas mulheres, que saíam de seu país e iam para outros locais com o objetivo de manter suas crenças religiosas", destaca Paula. A pesquisa de doutorado resultou no livro "Além dos Espelhos".

A publicação trata de duas congregações francesas, sendo a Congregação de Nossa Senhora do Calvário de Gramat e Sagrada Família de Bordeax. O leitor irá conhecer o nascimento dessas congregações na França, o que levou as mulheres a virem ao Brasil, o percurso e suas ações no país.

"A ideia de falar sobre as congregações francesas femininas é estudar a história dessas mulheres por dentro, como entraram na vida religiosa, as dificuldades e o enfrentamento com a hierarquia católica", diz.

"Além dos Espelhos" é o primeiro livro escrito pela professora. Ela já está trabalhando em outro texto, sobre duas congregações masculinas, que pode se transformar em livro.

Atualmente Paula mora em São Paulo, onde faz pós-doutorado em Educação na área de História da Educação e Historiografia, com apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo).

Paula informa que o livro está disponível no site da editora Paulinas, que é o www.paulinas.org.br.