Notícia

IG

Lagostas sadias evitam as doentes

Publicado em 24 maio 2006

Por Agência FAPESP
Agência FAPESP
São Paulo

Uma característica evolutiva entre as lagostas acaba de ser descrita por pesquisadores do Instituto de Ciências Marinhas da Vírginia e da Universidade Old Dominion, nos Estados Unidos.
Estudo publicado nesta quinta-feira (25/5) na revista Nature mostra que as lagostas caribenhas (Panulirus argus) sabem quando um dos membros do grupo está doente muito antes de surgir qualquer sintoma.