Notícia

Correio Popular

Laboratório pioneiro é inaugurado

Publicado em 14 março 2004

Um convênio entre a Ci&T Software, empresa especializada no desenvolvimento de softwares aplicados em tecnologias web, e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) possibilitou a inauguração do primeiro Laboratório de Inovação e Componentização de Software do País na última terça-feira. O laboratório já está em funcionamento e, de acordo com o diretor do Instituto de Computação, professor Ricardo Anido, alunos e pesquisadores da Unicamp e da Ci&T Software poderão desenvolver projetos que visam a redução de custos e urna padronização que permita o intercâmbio de componentes de softwares. "Construindo um repositório de informações sobre componentes de vários tipos de softwares podemos dar a oportunidade de empresas criarem um produto melhor gastando menos tempo e dinheiro", afirma. Doze alunos do instituto foram selecionados para participar desse projeto e oito deles já estão trabalhando. O objetivo é ter pelo menos 20 estudantes fazendo pesquisas no laboratório. "Espaço e estrutura para isso a Ci&T já nos garantiu", diz Anido. O contrato para os três primeiros anos de operação prevê investimento de R$ 2 milhões. "Agora, vamos buscar recursos da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) para pagar mais pesquisadores." O projeto também conta com o apoio financeiro do CNPq. BOA FORMAÇÃO Localizado no Centro de Computação da Unicamp e coordenado pelo professor Luiz Eduardo Buzato, o laboratório faz parte da estrutura prevista em um programa de cooperação para pesquisa e desenvolvimento de inovações tecnológicas para o mercado de tecnologia da informação (TI). A primeira linha de pesquisa do laboratório para o biênio 2004-2005 diz respeito a temas atuais no panorama mundial da indústria de softwares, tais como Componentização de Software e Web-Services. Para o professor Anido, a parceria da universidade com empresas que geram tecnologia de última geração é essencial para a boa formação dos futuros profissionais. "Há anos tenho contato com empresas para dar esse tipo de oportunidade aos alunos. Isso é importante tanto para quem quer ser pesquisador quanto para quem deseja fazer um estágio", afirma. "E, para eles, é bem melhor poder trabalhar dentro da própria universidade, pois estão em contato direto com os professores." E a Ci&T (www.cit.com.br) sabe bem que educação de qualidade é fundamental. Criada em 1995 por três estudantes de Engenharia da Computação da Unicamp, a empresa começou numa sala alugada nos fundos de uma casa próxima à universidade. O primeiro cliente foi a.IBM, com um contrato de R$ 50 mil. Nos últimos cinco anos, a empresa teve um crescimento médio anual de 92% e o faturamento, no ano passado, passou a casa dos R$ 10 milhões. Atualmente, a Ci&T emprega cerca de 160 funcionários, opera em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Brasília e Campinas e atende, entre outros clientes, Hewlett-Packard, Natura, BankBoston, Petrobras, AGF Allianz Group, Atlas Schindler; Maxblue, 3M, Carrefour, Vicunha, Motorola, SKY Net.TV, Globalstar Telecom, Nortel Networks, Rede Globo, BrasilPrev, Banco BBA, Caixa Seguros.