Notícia

RedeNotícia

Laboratório da Poli-USP ingressa em rede internacional em parceria com a Finlândia

Publicado em 05 julho 2017

Agência FAPESP – A Design Factory Global Network, rede internacional de ensino multidisciplinar, recebeu um novo membro: o InovaLab@POLI, laboratório de inovação e empreendedorismo voltado aos alunos de graduação da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). O InovaLab é o primeiro laboratório de uma universidade brasileira a fazer parte da rede, que já reúne universidades em Portugal, Suíça, Estados Unidos, Austrália, Chile e Colômbia.

A Design Factory Global Network surgiu na Finlândia, como projeto da Universidade de Aalto para criar experiências práticas de aprendizagem. A universidade finlandesa decidiu apostar no trabalho colaborativo entre empresas e grupos de pesquisa e, com bons resultados nessa empreitada, ela expandiu o seu modelo e deu início à rede.

A cerimônia que oficializou o ingresso do laboratório da Poli na rede ocorreu no dia 20 de junho de 2017, nas dependências da Escola, com as presenças do reitor da USP, Marco Antonio Zago; da vice-diretora da Poli, Liedi Légi Bariani Bernucci; e do embaixador da Finlândia no Brasil, Markku Virri, entre outras autoridades.

Desde 2016, a Poli já vem realizando atividades de preparação para o ingresso na rede internacional. Neste semestre, 10 alunos da USP e oito alunos de universidades estrangeiras participaram de duas disciplinas optativas para o desenvolvimento de trabalhos internacionais. Nessas disciplinas, denominadas Applied Design Project I e II, os projetos são realizados em inglês.

Além de estreitar os laços com o setor produtivo e estimular a interdisciplinaridade, a nova parceria irá permitir que os alunos brasileiros possam desenvolver atividades com a participação de universitários e pesquisadores de diversos países.

“O InovaLab@POLI cresceu desde que foi criado e está dando um passo adiante ao se internacionalizar ingressando em uma rede com outras universidades que atuam da mesma forma, estimulando a inovação e o empreendedorismo para alunos de graduação”, disse Eduardo Zancul, professor da Poli e vice-coordenador do laboratório.