Notícia

Jornal da Ciência online

Keystone Symposia oferece bolsas para pesquisadores participarem de evento internacional no Guarujá

Publicado em 16 julho 2019

O prazo para solicitar o auxílio viagem encerra hoje. O encontro “Why So Many Ways to Die? Apoptosis, Necroptosis, Pyroptosis and Beyond” será realizado de 19 a 23 de novembro, no Guarujá, e conta com apoio da Fapesp e da fundação Bill & Melinda Gates

A organização Keystone Symposia convida pesquisadores locais, regionais e internacionais a se registrarem para sua próxima conferência, “Why So Many Ways to Die? Apoptosis, Necroptosis, Pyroptosis and Beyond” (“Por que tantas maneiras de morrer? Apoptose, necroptose, piroptose e além”). O evento será realizado no Guarujá, em São Paulo, de 19 a 23 de novembro de 2019.

O Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a Fundação Bill & Melinda Gates concedem financiamento aos cientistas, estudantes e pós-doutorandos para participar do encontro. Serão cobertas despesas relacionadas à conferência, o que inclui inscrição na reunião, hospedagem, passagem aérea e transporte terrestre até o local da conferência.

Os Global Health Travel Awards (para a Global Health Series) destinam-se a permitir o comparecimento de cientistas, médicos, bolsistas ou estudantes de países onde os problemas de saúde do tópico do encontro são endêmicos. O objetivo de fornecer auxílios viagem é ampliar a diversidade de experiências representadas pelos participantes em cada reunião.

Informações sobre outros prazos e programa do evento podem ser acessadas neste link: http://keystonesymposia.org/20T3

Sobre a Keystone Symposia

Fundada em 1972, a Keystone Symposia em Biologia Molecular e Celular é uma organização sem fins lucrativos sediada em Silverthorne, Colorado (EUA) que realiza conferências abertas e revisadas por pares em diversos tópicos relacionados às ciências da vida. Aproximadamente 50 a 60 conferências são realizadas a cada ano. Mais da metade dos simpósios acontecem em regiões de montanhas por todo o oeste americano e canadense. O restante, em cidades geralmente norte-americanas, mas, também em outros vários locais pelo mundo. Já foram realizadas até o momento simpósios em seis continentes: África, Ásia, Austrália, Europa, América do Norte e América do Sul.

O conteúdo científico de cada conferência é organizado por cientistas voluntários, que são especialistas em suas respectivas áreas e que também selecionam palestrantes do programa, com orientações da Keystone Symposia para incentivar uma participação nova e diversificada. As conferências duram de três a quatro dias e consistem em duas sessões plenárias diárias complementadas por workshops e sessões de pôsteres. O formato de reunião é projetado para maximizar a rede informal entre os participantes. Bolsas de estudo e auxílios viagem ajudam a possibilitar a participação de estudantes de pós-graduação e bolsistas de pós-doutorado, que normalmente respondem por 40% dos participantes a cada ano. O Keystone Symposia possui uma série de programas para promoção de diversidade e incentiva ativamente a participação de pesquisadores e cientistas de países em desenvolvimento.

Serviço

Simpósio: “Why So Many Ways to Die? Apoptosis, Necroptosis, Pyroptosis and Beyond”

Organizadores científicos: Karina R. Bortoluci (Unifesp), Vishva M. Dixit (Genentech, Inc) e Andreas E. Strasser (Walter and Eliza Hall Institute of Medical Research)

Data: 19 a 23 de novembro de 2019

Local: Casa Grande Hotel, Guarujá, São Paulo, Brasil

Mais informações: http://keystonesymposia.org/20T3

Assista ao vídeo sobre o evento: