Notícia

Agência O Globo

Júpiter e Saturno explicam origem da água na Terra, diz estudo

Publicado em 24 outubro 2017

O físico brasileiro André Izidoro e seu mentor, o astrofísico norte-americano Sean Raymond, publicaram artigo na revista acadêmica Icarus que complementa uma das mais respeitadas teorias que explica a origem da água na Terra. Segundo os achados de ambos os pesquisadores, a gravidade dos planetas Júpiter e Saturno teve papel fundamental na atração e aglutinação dos asteróides ricos em água que viriam a dar origem à Terra. "O período de formação [do nosso planeta] é datado entre 30 milhões e 150 milhões de anos após a formação do Sol", disse Izidoro à Agência Fapesp. "Quando isso ocorreu, a região do disco onde [a Terra] se constituiu já dispunha de bastante água, entregue pelos planetesimais deslocados por Júpiter e também por Saturno", afirma.

A teoria consagrada sobre a origem da água na Terra

Segundo a teoria complementada pelos estudos de Izidoro e Raymond, a água já está na Terra desde os primórdios do sistema solar, há 4,5 bilhões ou 4,6 bilhões de anos. O argumento central é de que havia gelo na nebulosa protossolar por onde circulavam os asteróides e gases que viriam a se aglutinar para dar origem ao sol e aos planetas – entre eles a Terra. Ou seja, a água sempre esteve aqui – primeiro presa nas pedras que criaram nosso planeta, depois libertada pelo aquecimento e pelos fluxos do manto terrestre. Com o tempo, esta água liberta viria a formar os oceanos primitivos.

O complemento de Izidoro à teoria consagrada

O que o trabalho de Izidoro faz é explicar por que o gelo e os asteróides da nebulosa protossolar se acumularam em níveis tão altos na região onde se formou a Terra. "O rápido aumento da massa de Júpiter rompeu o precário equilíbrio gravitacional desse sistema de muitos corpos. Vários planetesimais foram engolidos pelo Proto-Júpiter. Outros, enviados para os confins do Sistema Solar. E uma pequena fração, arremessada para a região interior do disco, entregando água para o material que, mais tarde, formaria os planetas terrestres e constituiria o Cinturão de Asteroides," explicou Izidoro, à Agência Fapesp.

Leia a íntegra do estudo (em inglês, gratuito) intitulado "Origin of water in the inner Solar System: Planetesimals scattered inward during Jupiter and Saturn"s rapid gas accretion" e confira, em detalhes, o levantamento feito pelos pesquisadores para chegar a essa conclusão.

Confira outras duas teorias sobre a origem da água na Terra em nota produzida pelo Juntos Pela Água

Website: https://www.juntospelaagua.com.br/2017/10/24/jupiter-e-saturno-explicam-origem-da-agua-na-terra-diz-estudo/