Notícia

Gestão C&T

José Serra escolhe Celso Lafer para presidir a Fapesp

Publicado em 03 setembro 2007

O governador de São Paulo, José Serra, escolheu o jurista Celso Lafer para presidir a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado, na sexta-feira (31).

Segundo informações da Fapesp, na próxima reunião do Conselho Superior da fundação, marcada para o dia 19 de setembro, Lafer participará já na condição de presidente. Não haverá transmissão de cargo.

O nome de Celso Lafer estava na lista tríplice composta pelo conselho superior e entregue ao governador José Serra no dia 29. Ele concorria com o professor José Arana Varela da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e José Tadeu Jorge reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Celso Lafer irá assumir a presidência de uma das fundações de amparo à pesquisa (FAPs) mais respeitada do país. A Fapesp movimenta cerca de R$ 550 milhões e é considerada por muitos Estados como um modelo de Fap a ser seguido.

"Trago para o exercício da função aquilo que é o conjunto de minhas experiências e pretendo dar continuidade a um trabalho de grande qualidade que tem feito da Fapesp uma instituição exemplar", disse o novo presidente, em notícia da Agência Fapesp.

Lafer contou à agência que sua relação com a fundação começou em 1970, quando foi escolhido para ser parecerista. Os pesquisadores parecistas são aqueles que avaliam os projetos financiados pela fundação. "Na época, também colaborei com os professores Oscar Sala e Paulo Vanzolini em discussões sobre áreas prioritárias de pesquisas. Trata-se de uma relação que se tornou ainda mais próxima desde 2003, quando passei a integrar o Conselho Superior", afirmou.

Celso Lafer é graduado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), onde leciona desde 1971. Ele é PhD em ciência política na Universidade de Cornell, nos Estados Unidos. Desde 2002 é membro da Corte Permanente de Arbitragem Internacional de Haia, na Holanda.

O novo presidente também foi ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), em 1999, e ministro das Relações Exteriores em duas ocasiões, em 1992 e de 2001 a 2002.

Informações complementares sobre a Fapesp podem ser obtidas neste site www.fapesp.br.