Notícia

Jornal de Jundiaí online

Jornal de Jundiaí Regional incentiva a pesquisa e dá brinde aos leitores

Publicado em 01 agosto 2004

Visando difundir e valorizar os resultados da produção científica e tecnológica brasileira, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) lançou, há quatro anos, a revista "Pesquisa Fapesp". A revista, que funciona como referência indispensável para as editorias de ciência e tecnologia dos principais veículos de comunicação do País, está encartada hoje no Jornal de Jundiaí Regional, visando ampliar ainda mais o universo de conhecimento e pesquisa dos leitores do principal veículo de comunicação de Jundiaí e região. A publicação jornalística - especializada no segmento de ciência e tecnologia - tornou-se um pólo de contato e reconhecimento contínuo dos pesquisadores brasileiros. Por isso, foi escolhida pelo JJ Regional para brindar todos os leitores neste domingo. A revista "Pesquisa Fapesp" circula, há dois anos, entre pesquisadores, professores, estudantes, gestores, parlamentares, executivos e profissionais de Pesquisa e Desenvolvimento. As edições encartadas hoje no JJ Regional têm datas variadas e foram distribuídas aleatoriamente, com a finalidade de presentear o leitor com um instrumento que lhe acrescente conhecimento. O JJ parte do princípio que as edições, mesmo as anteriores, não perdem a atualidade por retratarem o universo científico, com a divulgação das mais importantes pesquisas do País. A revista também tem uma versão eletrônica, disponibilizada no seguinte endereço: www.revistapesquisa.fapesp.br. Pela internet, o leitor tem acesso às notícias atualizadas sobre ciência e tecnologia produzidas no Brasil e no exterior. Os números anteriores das publicações em português também estão no site. As versões em inglês e espanhol estão sendo disponibilizadas conforme os textos vão sendo traduzidos. Mais procurados Entre os assuntos mais procurados na revista "Pesquisa Fapesp" estão a Nanotecnologia (ciência e tecnologia utilizada para controlar os materiais de tal forma que se pode manipular átomos e moléculas para construir estruturas mais complexas como um dispositivo eletrônico); e as células-tronco (tipo de célula que pode se diferenciar e constituir diferentes tecidos no organismo). Outros assuntos de igual interesse são a teoria da unificação, patentes, biota e fitoterápicos.